Os 10 melhores filmes nerds de 2019

Após um ano de cobertura dos principais lançamentos do cinema, chegou o momento de elegermos os melhores filmes nerds de 2019! E, realmente, nos últimos 365 dias tivemos grandes lançamentos, passando por surpresas como Coringa, decepções como Hellboy e a despedida de sagas Vingadores: Ultimato e Star Wars: A Ascensão Skywalker.

Para formar nosso “Top 10”, consideramos obras lançadas nos cinemas brasileiros entre 1º de janeiro e 31 de dezembro de 2019, o que inclui, por exemplo, a Homem-Aranha: No Aranhaverso e exclui Frozen 2. Além disso, nós seguimos as avaliações das críticas postadas em nosso site, assim como os quesitos qualidade e relevância de cada produção.

Então, sem mais delongas, vamos aos melhores do ano segundo o Boletim Nerd:

10 – Pokémon: Detetive Pikachu

Baseado no game homônimo, o longa trouxe a história de um Pikachu (voz de Ryan Reynolds) falante que, após perder a memória, passa a ajudar o jovem Tim Goodman (Justice Smith) a desvendar o desaparecimento de seu pai. Com belos efeitos visuais que recriam as criaturas do anime, a produção diverte as crianças e os adultos, surpreendendo com uma boa trama de investigação. Leia a crítica de Pokémon: Detetive Pikachu.

9 – Brightburn: Filho das Trevas

E se o Superman se fosse um vilão? Embora não seja da DC Comics, o filme imagina uma história de origem invertida para o icônico personagem. Com produção de J.J. Abrams, o título aposta em elementos de terror para nos apresentar Brandon Breyer (Jackson A. Dunn), um garoto que descobre ter superpoderes alienígenas e que passa a utilizá-los para machucar e oprimir a humanidade. Confira a crítica de Brightburn: Filho das Trevas.

8 – Turma da Mônica: Laços

Adaptação da história em quadrinhos de Vitor e Lu Cafaggi, o longa em live-action introduz Mônica (Giulia Benitte), Cebolinha (Kevin Vechiatto), Cascão (Gabriel Moreira) e Magali (Laura Rauseo), que embarcam em uma aventura para encontrar o cachorrinho Bidu. Dirigido por Daniel Rezende (Bingo: O Rei das Manhãs), o título surpreende com Rodrigo Santoro como Louco e emociona pela presença de Mauricio de Sousa.

7 – Aladdin

Tinha tudo para dar errado, mas Guy Ritchie (Sherlock Holmes) conseguiu superar as dificuldades na interpretação em live-action do clássico da Walt Disney Studios! Graças ao tom leve e divertido e a coragem para promover mudanças na narrativa, o filme pôde conquistar o público, especialmente com as excelentes atuações de Will Smith, Mena Massoud e Naomi Scott, respectivamente, como Gênio, Aladdin e Jasmine. Leia a crítica de Aladdin.

6 – Shazam!

Um dos super-heróis mais simpáticos apresentados pela Warner Bros. Pictures nos cinemas, o protagonista vivido pelo empolgado Zachary Levi mostrou o colorido, o senso de humor e o espírito jovem que faltavam à DC Comics. Cativante e com boas mensagens, o longa acertou ao se basear fielmente nas histórias em quadrinhos da linha Os Novos 52, além de se inspirar no clássico da “sessão da tarde” Quero Ser Grande. Confira a nossa crítica de Shazam!.

5 – Toy Story 4

Ah, se você já chorou em Toy Story 3, com certeza derramou (ou irá derramar) lágrimas por produção da Disney-Pixar. O jovem diretor Josh Cooley (O Primeiro Encontro da Riley) assume o comando para encerrar a franquia com uma grande despedida. Tanto para adultos quanto para os mais jovens, o longa oferece diversão, emoções e o ensinamento de que muitas coisas mudam, inclusive seu papel no mundo. Leia a crítica de Toy Story 4.

4 – Star Wars: A Ascensão Skywalker

O final da nova trilogia de Star Wars teve a responsabilidade de agradar a legião de fãs da saga. Se conseguiu? Nem de longe. Mas, o fato é que a produção dirigida por J.J. Abrams retomou certo nível de coerência da franquia, promovendo uma jornada épica para o trio Rey (Daisy Ridley), Finn (John Boyega) e Poe Dameron (Oscar Isaac), além de homenagear personagens icônicos como Luke Skywalker e Leia. Confira a crítica de Star Wars: A Ascensão Skywalker.

3 – Coringa

Do diretor Todd Phillips (Se Beber, Não Case!), a obra-prima da DC acumulou recordes de bilheteria no cinema mundial como filme para adultos e vem almejando premiações como Oscar e Globo de Ouro. Com atuação primorosa de Joaquin Phoenix, o título realiza avançado estudo sobre as origens sociais e psicológicas do vilão das histórias em quadrinhos, com ambientação nos anos 1980. Leia a crítica de Coringa.

2 – Vingadores: Ultimato

Conclusão épica para 10 anos de construção do Universo Cinematográfico Marvel, o longa trouxe o embate final entre os Super-heróis Mais Poderosos da Terra contra o vilão onipotente Thanos (Josh Brolin). Em mais uma vez, os diretores Anthony e Joe Russo demonstraram capacidade para produzir com seriedade e profundidade, levando a superprodução a caminhos inesperados. Confira a crítica de Vingadores: Ultimato.

1 – Homem-Aranha: No Aranhaverso

Se você achou que o cinema estava saturado de Homem-Aranha, achou errado! O Amigão da Vizinhança foi reinventado para uma jornada sensível e colorida que atravessa dimensões e introduz diferentes versões do Aracnídeo. Na história de Phil Lord (Uma Aventura Lego), o jovem Miles Morales (Shameik Moore) precisa entender seus poderes e lidar com as responsabilidades de ser um herói. Leia a crítica de Homem-Aranha: No Aranhaverso.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.