Frozen 2: sequência amadurece identidade das protagonistas

Um sucesso imediato, Frozen: Uma Aventura Congelante (2013) surpreendeu e conquistou gerações de fãs, vencendo o Oscar de Melhor Animação e Melhor Canção Original em 2014, além de alavancar as vendas de produtos tematizados. Novamente sob a direção de Jennifer Lee e Chris Buck, Frozen 2 (Frozen 2, EUA, 2019) tem lançamento confirmado para 2 de janeiro de 2020 nos cinemas brasileiros e uma pré-estreia anunciada com exclusividade na CCXP 2019. Desta vez, a produção aposta em uma mensagem de união e na descoberta de Elsa e Anna.

Na obra da Walt Disney Studios, a cidade de Arendelle é ameaçada pelos espíritos dos elementos do fogo, ar, água e terra, que atraem a rainha Elsa (Idina Menzel, de Glee: Em Busca da Fama) à origem desconhecida de sua família e a um antigo conflito. Para desvendar os mistérios de seus poderes e fazer pazes com a natureza, a protagoniza viaja com a sua irmã, Anna (Kristen Bell, de Veronica Mars: A Jovem Espiã), Kristoff (Jonathan Groff, de Mindhunter) e o boneco de neve Olaf (Josh Gad, de Pixels) rumo à floresta sombria onde vive o povo Northuldra.

Elsa lidera uma expedição para descobrir porque os espíritos da natureza condenam Arendelle. (Foto: Disney)

Diante de comunidade indígena, Elsa e Anna passam a conhecer verdades doloridas sobre seus antepassados e também novas maneiras de se viver, o que as leva a buscar formas de reparar o dano causado, construindo uma convivência harmônica entre culturas tão diferentes. Esta incrível jornada nos apresenta novas criaturas, como o espírito do vento chamado Gale, a salamandra flamejante Bruni, o cavalo de água Nokk e os Gigantes de Pedra – que representam cada elemento –, e o Rio Ahtohallan, onde todas as memórias são guardadas.

Liberta de interesses românticos, Elsa segue concentrada em entender seu lugar no mundo, assim como Anna que, mesmo sem habilidades especiais, amadurece e demonstra força para superar todos os obstáculos para ajudar sua irmã mais velha. A história pertence totalmente à dupla, tanto que o personagem de Kristoff – a única figura masculina no núcleo principal – quase não tem função. Alívio cômico interpretado por Fábio Porchat na versão brasileira, Olaf mais uma vez rouba a cena fazendo piadas que alcançam (e agradam) crianças e adultos.

Anna amadurece em uma dura caminhada para salvar sua irmã e unir os povos. (Foto: Disney)

Na parte musical, é muito provável que Frozen 2 não supere “Let it Go”, o hit do primeiro título. No entanto, o longa conta com as inéditas “Into the Unknow”, interpretada por Idina Menzel e a cantora Aurora, e “Show Yourself”, dueto de Menzel e Evan Rachel Wood. Já para quem vai curtir a trilha sonora no Spotify, destaque para as faixas gravadas pelas bandas Panic! At the Disco e Weezer.

Cheio de humor e emoção, Frozen 2 possui uma cena adicional!

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.