DC demite funcionários e encerra marca de colecionáveis nos EUA

Uma reviravolta tomou de assalto o mundo dos quadrinhos nesta semana. Segundo informações do ComicBook.com, a DC Comics demitiu diversos funcionários do alto escalão, incluindo o editor-chefe, Bob Harras. A lista se estende para os editores Mark DoyleBrian Cunningham e Andy Khouri, assim como o VP de marketing Jonah Weiland, o VP sênior Hank Kanalz e a VP de publicações globais e estratégias digitais, Bobbie Chase.

Já o The Hollywwod Reporter foi ainda mais extremo. Segundo a publicação, a casa de Batman, Superman e companhia demitiu um terço de seus funcionários nesta semana. As áreas mais afetadas foram as que faziam parte do streaming DC Universe, responsável nos EUA pelas séries dos Titãs (exibida aqui pela Netflix) e Patrulha do Destino (transmitida no Brasil pelo Cinemax), por exemplo. Com isso, o catálogo do DC Universe deverá ser absorvido de vez pelo HBO Max, mega serviço de streaming lançado em maio, nos EUA.

Recentemente, houve uma mudança no logo para diferenciar as várias frentes da empresa da editora.

O site ainda diz que a reestruturação levou ao fechamento da DC Collecticbles, marca de merchandising e colecionáveis da DC após 22 anos. A divisão deverá ser absorvida diretamente pela Warner Bros. Consumer Products, área mãe do conglomerado voltada à comercialização de itens.

Reestruturações para todos os lados

Jim Lee, nome muito conhecido e respeitado da indústria dos quadrinhos, também entrou na dança das cadeiras da DC. Conforme o ComicBook.com, ele não ocupa mais o cargo de publisher da editora, mas segue no conglomerado como Chief Creative Officer, ponte entre a DC e outras marcas da Warner Media.

Embora não tenha se pronunciado oficialmente sobre as demissões, fechamentos e outras mudanças, fontes próximas à editora dizem que os cortes ainda são reflexo da crise do Covid-19, que já havia forçado a Warner Bros, controladora da DC, a dispensar 600 profissionais.

Contudo, os desligamentos de pessoas em cargos executivos mostram que, seja ou não por impacto da pandemia, a DC está buscando novos rumos, ainda mais entrelaçada com a Warner. E as consequências de todas essas mudanças serão mostradas ao público em duas semanas, durante o DC FanDome, evento online e gratuito que acontecerá em 22 e 23 de agosto.

Comentários
Carlos Bazela

Carlos Bazela

Jornalista e leitor compulsivo, gosta de cerveja, café e chá preto não necessariamente nessa ordem. Fã de boas histórias, principalmente daquelas contadas por meio de desenhos e balões.

Comentários estão fechados.