NOS4A2: Adaptação de Joe Hill coloca em dúvida conceito de “monstro”

Baseada no livro homônimo de Joe Hill – filho do mestre do terror Stephen King –, a série NOS4A2 foi a grande aposta do canal AMC para a programação de 2019 e já está confirmada para retornar este ano com sua segunda temporada. Estrelado por Zachary Quinto (Heroes), que veio ao Brasil para divulgar o lançamento, o título, de cara, prometia trazer uma nova abordagem sobre vampiros, mas, ao longo de sua primeira temporada, foi muito além disso.

Com 10 episódios de 45 de duração, o primeiro ano do programa conta a história de Vic McQueen (Ashleigh Cummings, de O Pintassilgo), jovem de 18 anos que descobre ser uma “super criativa”, isto é, pessoa com a habilidade de navegar entre o mundo real e o mundo do pensamento. A manifestação disso é como um “superpoder”. A protagonista é capaz de acessar uma ponta imaginária que sempre a leva ao que procura, o “caminho mais curto”.

Situada em 2012 – um ano anos do lançamento da publicação de Joe Hill –, a trama coloca Vic em rota de colisão com Charlie Manx (Quinto), um homem misterioso que roda o interior dos EUA há quase um século, sequestrando crianças e, de alguma forma, burlando os efeitos do tempo com seu carro, um Rolls-Royce Wraith. Ao levar os garotos à chamada “Terra do Natal” e transformá-los em monstros, Manx acredita estar salvando os de pais relapsos e abusivos.

Ashleigh Cummings em cena de NOS4A2, do canal AMC

Vic McQueen usa sua moto como uma “faca” para cortar entre realidade e pensamento. (Foto: AMC)

Enquanto estabelece o conflito entre “bem e mal”, o seriado trabalha no desenvolvimento o ambiente ao redor de Vic. Habitante da região pobre da pequena Haverhill, em Massachusetts, a moça lida com os atritos dos pais. Seu pai, Chris (Ebon Moss-Bachrach, de O Justiceiro), é um alcoólatra, que trabalha informalmente como mecânico e costuma agredir a esposa, Linda (Virginia Kull, de Big Little Lies). Linda é faxineira e deseja que a filha trabalhe com o mesmo.

Acontece que Vic McQueen tem vocação para as artes e sonha em cursar uma universidade, ambicionando também uma vida mais próspera em relação aos pais – que, por sua vez, a tiveram muito cedo, o que impactou suas vidas e antecipou sua união. No entanto, entre uma briga e outra, os pais não demonstram condições de ajudar Vic a ingressar ao ensino superior. Entre sacrifícios e decepções, Vic vai conseguindo enxergar o que a há de bom e mau em seus pais.

Interessada nos lados positivo e negativo da humanidade, NOS4A2 explora a psique de mais duas figuras. Maggie Leigh (Jahkara Smith, de Into the Dark) foi abandonada pela família na infância por causa de seu senso paranormal e por ser homossexual, e mesmo entre maus hábitos, como o consumo em excessivo de álcool e drogas, a vidente decide ajudar Vic. Já Bing Partridge (Ólafur Darri Ólafsson, de True Detective) parece amigável, mas esconde natureza cruel.

Zachary Quinto como Charlie Manx em NOS4A2

As crianças levadas por Manx acabam se tornando criaturas cruéis. (Foto: Zach Dilgard/AMC)

Repleta de suspense, tensão e referências a It: A Coisa e Locke and Keya série da showrunner Jami O’Brien (Inferno Sobre Rodas) apresenta elementos complexos, com personagens que transitam numa área cinzenta (nem de todo bem, nem de todo mal), que exemplificam a falha existência humana. Tanto que Charlie Manx, com seu código moral todo próprio e distorcido, parece ter certeza de ser o herói da narrativa.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.