Legends of Tomorrow: 5ª temporada traz batalha nonsense contra destino

Única série do Arrowverse que não foi prejudica pela pandemia do novo coronavírus, DC’s Legends of Tomorrow estreia em janeiro deste ano no canal The CW com a missão de encerrar o ambicioso crossover Crise nas Infinitas Terras. Depois do épico encontro com Arrow, The Flash, Supergirl, Black Lightning e Batwoman, o time mais disfuncional de heróis da DC Comics precisava de um desafio à altura e encontrou ao encarar as Moiras, Tecelãs do Destino.

A quinta temporada do seriado se apoiou na tradicional fórmula de dois arcos complementares. Na primeira parte, as Lendas enfrentam os “Encores”, isto é, vilões históricos retornados do inferno – como Maria Antonieta, Genghis Khan, Grigori Rasputin e o gângster Bugsy Siegel. Todos voltam à Terra a mando de Astra (Olivia Swann, de Doctors), a quem John Constantine (Matt Ryan, de Justice League Dark: Apokolips War) decepcionou no passado.

Constantine, Charlie e Sara Lance posam com o 1967 Chevrolet Impala de Supernatural

A temporada viaja pelos universos de Supernatural, Star Trek e Friends. (Foto: Michael Courtney/The CW)

Além da presença fixa de Constantine, as principais novidades aqui são Behrad Tarazi (Shayan Sobhian, de The Chosen), irmão de Zari Tomaz que surge no lugar da moça após os heróis alterarem a realidade na temporada anterior. Portador do totem do vento, o rapaz abre caminho para sua irmã entrar para a equipe, mas em uma versão bastante diferente. Agora, Zari (Tala Ashe, de Smash) é uma digital influencer que lida com os ecos da antiga ativista hacker.

A história avança e o Tear do Destino é a solução para reparar todo dano causado por Constantine na vida de Astra. O item de poder foi usado pelas Moiras para ditar o curso do tempo, mas acabou escondido para dar livre arbítrio à humanidade. Na busca das peças que compõem o Tear, os protagonistas se deparam com as tecelãs Lachesis (Sarah Strange, de Vozes do Além), Atropos (Joanna Vanderham, de Warrior) e Clotho (Maisie Richardson-Sellers, a Charlie).

Nick Zano e Sisqo em cena da 5ª temporada de Legends of Tomorrow

Ao fundo, Sisqó faz participação especial cantando “Thong Song”. (Foto: Bettina Strauss/The CW)

Com uma sequência de eventos (e capítulos) que parecem não rumar a lugar algum, a temporada aos poucos encaminha seus personagens a desfechos interessantes. Ray Palmer (Brandon Routh, de Superman: O Retorno), por exemplo, tem saída emocionante em paródia de Mister Rogers Neighborhood. Já Mick Rory (Dominic Purcell, de Prison Break) e Sara Lance (Caity Lotz, de Soldado do Futuro) parecem ter os dias contados entre as Lendas do Amanhã.

No comando da dupla de showrunners Phil Klemmer (Chuck) e Keto Shimizu (Arrow), a 5ª temporada pode inicialmente se mostrar errática, genérica e desengonçada, mas fato é que é momentos antes de sua conclusão é possível enxergá-la como uma espécie intencional de filme B, onde cada atuação superficial, piada nonsense e roteiro esquizofrênico se faz proposital na entrega de uma experiência no mínimo divertida e original.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.