Reunidos na Netflix, Demolidor, Justiceiro e Elektra já fracassaram no cinema

Protagonistas da segunda temporada da série do vigilante de Hell’s Kitchen na Netflix, Demolidor, Justiceiro e Elektra já tiveram adaptações para os cinemas no início dos anos 2000, mas, em todos os casos, o resultado foi idêntico: fracasso. Devido à falta de qualificação dos diretores e estúdios, escalação errada de elenco e a ausência de roteiros elaborados e coerentes, estes importantes personagens da Marvel não tiveram versões à altura nas telonas.

Lançado em 2003 e dirigido por Mark Steven Johnson (Motoqueiro Fantasma), Demolidor – O Homem Sem Medo apresentou Ben Affleck (Batman vs Superman: A Origem da Justiça) como Matt Murdock e uma trama envolvendo Elektra (Jennifer Garner, de Clube de Compras Dallas), o Rei do Crime (Michael Clarke Duncan, de À Espera de um Milagre) e o matador Mercenário (Colin Farrell, de Por Um Fio). O problema é que, além das atuações fracas e caracterizações esdrúxulas, o filme se concentrou apenas em fazer referências a quadrinistas famosos.

Elektra vs Demolidor

Elektra (Garner) e Demolidor (Affleck) duelaram no filme do Homem sem Medo. (Foto: Twentieth Century Fox)

Dois anos depois, a personagem criada por Frank Miller, em 1981, ganhou uma aventura solo, na produção intitulada Elektra (2005), de Rob Bowman (Arquivo X). Na obra estrelada por Jennifer Garner, Elektra Natchios retorna da morte e passa a atuar como assassina de aluguel até se envolver com uma família alvo de ninjas assassinos ligados à organização chamada de O Tentáculo. Contudo, o longa-metragem transcorre em ritmo arrastado, com história desinteressante e, em nenhum momento, representa a Elektra dos quadrinhos.

Mais fiel aos gibis, O Justiceiro (2004) narrou as origens de Frank Castle (Thomas Jane, de O Apanhador de Sonhos), agente do FBI cuja família é chacinada pela máfia de Howard Saint (John Travolta, de Pulp Fiction: Tempo de Violência) e decide punir os criminosos por conta própria. Entretanto, no título, é sentida a falta de um vilão de maior relevância. Já O Justiceiro: Em Zona de Guerra (2008), com Ray Stevenson (Thor) no papel principal e o antagonista Retalho (Dominic West, de The Wire), peca por confundir intensidade com excesso de violência.

Justiceiro 2004

Protagonizado por Thomas Jane, O Justiceiro contou com frases da minissérie de gibis Justiceiro: Ano Um. (Foto: Lions Gate)

Depois das experiências ruins, a expectativa é de que a série Demolidor mostre boas versões de Elektra e Justiceiro.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.