“Quero que o Homem-Aranha seja amado como nos gibis”, diz Tom Holland

De volta ao lar e em passagem pelo Brasil, o Homem-Aranha, ou melhor, o ator Tom Holland (O Impossível) concedeu uma entrevista coletiva ontem (02/05), no hotel Grand Hyatt, em São Paulo, junto de Laura Harrier (One Life to Live). No evento em que atendeu a imprensa para divulgar Homem-Aranha: De Volta ao Lar, a dupla falou sobre as diferenças do novo filme do Amigão da Vizinhança em relação aos títulos anteriores, principais mensagens do longa de Jon Watts (A Viatura) e contou detalhes de bastidores. E o Boletim Nerd esteve lá para conferir tudo!

“Essa é uma versão jovem do Homem-Aranha, que ainda não domina seus superpoderes”, descreve Holland, apresentando o novo Peter Parker. Depois de uma breve participação em Capitão América: Guerra Civil, o britânico de 20 anos assume a primeira aventura solo no papel com duas missões: fazer jus ao querido Cabeça de Teia e encarnar o espírito nova-iorquino do super-herói. “Meu objetivo é fazer esse personagem ser amado como nos quadrinhos”, diz. “Como nova-iorquina, posso dizer que ele [Tom Holland] realmente incorporou isso”, afirma Harrier.

"Minha maior responsabilidade é fazer o Homem-Aranha ser tão amado quantos nos gibis, fazer com que as pessoas se identifiquem", almeja Tom Holland. (Foto: Henrique Almeida)

“Minha maior responsabilidade é fazer o Homem-Aranha ser amado como nos gibis, quero que ele seja identificável”, almeja Tom Holland. (Foto: Henrique Almeida)

Tom Holland não deixa a chuva de comparações com as interpretações de Tobey Maguire e Andrew Garfield derrubá-lo. “Acho que é muita sorte ter os 5 filmes anteriores”, garante ele, que confessa ter se inspirado em alguns elementos das sagas passadas. Porém, o rapaz não hesita em diferenciar o seu Spider-Man. “É um Homem-Aranha muito mais jovem, que está curtindo ser o Homem-Aranha”, detalha. Seu maior desafio? “Meu traje não tem zíper, então tenho que tirar tudo para ir ao banheiro”, brinca Holland, arrancando risos de todos.

Com menos foco nas origens de Parker e em como ele ganhou superpoderes, Homem-Aranha: De Volta ao Lar irá chegar aos cinemas no próximo dia 6 de julho trazendo uma mensagem. “Um garoto comum pode ser um super-herói, assim como um cara normal pode se tornar um vilão”, explica Holland. Por isso, enquanto “Michael Keaton (Batman) faz o maior vilão da Marvel” – nas palavras de Tom Holland –, o novato assume a responsabilidade de inspirar o público a fazer a diferença. “Quero que as pessoas se identifiquem com esse Homem-Aranha.”

Quando questionado se os trailers entregaram muito sobre a trama, Tom Holland não foi menos do que espetacular: “Tem muita coisa para acontecer, coisas que nem eu estou sabendo”.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.