Sanguinário, Exterminador: Cavaleiros e Dragões investe em drama familiar

Adaptação em longa-metragem da websérie homônima disponibilizada pelo canal CW Seed, Exterminador: Cavaleiros e Dragões (“Deathstroke: Knights & Dragons – The Movie”, título original) explora as origens e conflitos do mercenário mais perigoso da DC Comics. Voltada ao público adulto, a animação usa como base a história conhecida em Novos Titãs: O Contrato de Judas e a amplia numa narrativa violenta e dramática sobre a família de seu protagonista.

Na direção de Sung Jin Ahn (Niko e a Espada da Luz), somos apresentados a Slade Wilson (Michael Chiklis, de Quarteto Fantástico), vulgo Exterminador, dividido entre sua vida dupla, como marido de Adeline (Sasha Alexander, de Rizzoli & Isles) e pai Joseph (Griffin Puatu, de Beastars) e como assassino por encomenda. Para completar, Slade tenta se redimir por ter traído sua esposa ao mesmo tempo que tem seu filho sequestrado pela C.O.L.M.E.I.A.

Cena de Exterminador: Cavaleiros e Dragões

Na animação, vemos literalmente o legado de sangue do Exterminador. (Foto: DC)

Até aqui, muito do roteiro assinado por J.M. DeMatteis (Justiça Jovem) aproveita da clássica HQ de Marv Wolfman e George Pérez, que citamos acima. No entanto, com a passagem de 10 anos, o enredo vai tomando forma própria. Assim, Exterminador novamente é confrontado pelo rapto de seu filho, tendo que encarar a organização terrorista comandada por Chacal (Chris Jai Alex, de Resgate) e por uma nova e familiar Abelha Rainha (Faye Mata, de O Tempo com Você).

Trazendo personagens como Tigre de Bronze (Delbert Hunt), Lady Shiva (Panta Mosleh, de Meu Eterno Talvez) e, claro, o fiel escudeiro do Exterminador, William Wintergreen (Colin Salmon, de Arrow e Krypton), o longa é construído sobre uma trama madura, repleta de cenas de carnificina e nudez. Além disso, a obra tem como principal trunfo uma análise profunda sobre questões como moral, dever e consequências que batem à porta de Slade Wilson.

Regado a sangue, Exterminador: Cavaleiros e Dragões oferece um estudo de personagem em atmosfera de anime, que prova o potencial do vilão (que traz Jericó e Devastadora) para um eventual filme ou seriado em live-action.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.