Contrato de Judas: conheça a HQ por trás da 2ª temporada de Titãs

Se você está assistindo ou terminou a 2ª temporada de Titãs (leia aqui nosso review), disponível na Netflix desde 10 de janeiro, então esse é o melhor momento para conhecer Contrato de Judas, a HQ na qual se baseiam diversos elementos deste novo ano da série e que foi republicada recentemente no Brasil pela Panini no volume 9 de Lendas do Universo DC: Os Novos Titãs. Escrita por Marv Wolfman e ilustrada por George Pérez em 1984, a trama mostra um dos momentos mais difíceis do grupo, no qual Dick Grayson decide abandonar o manto de Robin, identidade que usou por boa parte da vida como parceiro do Batman e se afasta para repensar seu papel no time.

Com Grayson fora, a equipe se torna presa fácil para as maquinações de Exterminador, um dos principais antagonistas dos jovens heróis da DC Comics, e sua pupila Terra, a Titã novata que se revela uma traidora infiltrada. O vilão, que atende por Slade Wilson, é um dos mais perigosos assassinos de aluguel do mundo e culpa os Titãs pela morte de seu filho Grant. Em busca da aprovação do pai, o rapaz aceitou fazer parte de um experimento de aumento de habilidades conduzido pela C.O.L.M.EI.A. e investiu contra a superequipe para completar o contrato que havia sido oferecido a seu pai. Contudo, o corpo de Grant não aguenta o esforço e ele morre após enfrentar o grupo liderado por Robin.

Com suas identidades secretas reveladas por Terra, os jovens são presa fácil para o Exterminador, que passa a caçá-los um por um. Grayson é o único a escapar e precisa pensar rápido para salvar seus amigos, que foram entregues pelo mercenário ao culto do Irmão Sangue. Mas quem ele será agora? É aí que Dick faz sua primeira aparição nos quadrinhos como Asa Noturna. Os reforços vêm quando o herói é contatado pela ex-esposa de Slade, Adeline, e seu filho, Joseph, que perdeu as cordas vocais após seu pai tentar resgatá-lo de criminosos, que queriam saber sobre seus alvos. No fim, Asa Noturna e Joseph conseguem salvar os Titãs e, mais tarde, Joseph entra para a equipe sob o codinome Jericó – nome que acabou sendo o dele de batismo na série.

A série e o gibi

Embora tome uma série de liberdades criativas, como a presença do Cadmus, Superboy e Rose Wilson, a filha de Slade, que só vieram a aparecer nos quadrinhos anos depois, muito de Contrato de Judas está na segunda temporada de Titãs. A vingança e manipulação do Exterminador, o time enfraquecido e separado e a importância de Jericó na narrativa são pontos cruciais que forma muito bem aproveitados no live action.

A transformação do Robin em Asa Noturna é outro fator que faz dessa história não só um clássico do jovem grupo da DC, mas um dos arcos mais importantes na história da editora. Afinal, as consequências do enredo ecoaram por décadas e ainda influenciam algumas histórias recentes dos Titãs. Ficou faltando mesmo somente a presença do Irmão Sangue e seus seguidores. Contudo, a forma como a temporada foi construída não daria espaço para que o vilão fosse trabalhado com o destaque que merece. Será ele a estrela da próxima temporada da série? Estamos torcendo para que sim!

Comentários
Carlos Bazela

Carlos Bazela

Jornalista e leitor compulsivo, gosta de cerveja, café e chá preto não necessariamente nessa ordem. Fã de boas histórias, principalmente daquelas contadas por meio de desenhos e balões.

Comentários estão fechados.