Black Lightning: 2ª temporada explora nova corrida armamentista

Na primeira temporada de Black Lightning (leia o review), nós acompanhamos o retorno de um super-herói surgido nos quadrinhos no final dos anos 1970, encarando uma nova jornada focada em temas bastante atuais, como preconceito, crime organizado e violência policial. Diante da renovação para seu segundo ano, a série criada por Salim Akil (Sparkle: O Brilho de uma Estrela) decidiu apostar em uma trama mais direcionada à ficção científica, com maior a utilização da mitologia da DC Comics, mas sem perder de vista as questões sociais.

Exibida originalmente pelo canal The CW – embora as suas duas temporadas iniciais cheguem ao Brasil pela Netflix –, a atração alterna o foco entre a rivalidade travado por Jefferson Pierce (Cress Williams, de Hart of Dixie), o Raio Negro, contra o vilão Tobias Whale (Marvin ‘Krondon’ Jones III, de Homem-Aranha: No Aranhaverso), chefe da gangue The 100, com as tensões raciais no extremo da cidade de Freeland. Aqui, os Sange, comunidade branca liderada por Looker (Sofia Vassilieva, de Quem é Você, Alasca?), caça os Perdi, povo afro-americano que vive no campo.

Jefferson Pierce precisa se afastar da escola Garfield High para cuidar de sua família. (Foto: The CW)

Paralelamente, outras 3 narrativas se desenvolvem. Esposa de Pierce, a médica Lynn (Christine Adams, de Terra Nova) testa os limites da ciência e da ética no trabalho para a A.S.A. (American Security Agency), objetivando recuperar a vida de adolescentes que sofreram experiências meta-humanas durante a década de 1980. Filha mais velha de Jefferson, Anissa (Nafessa Williams, de Code Black) investiga as origens da namorada, Grace Choi (Chantal Thuy, de Pretty Little Liars). Já a caçula Jennifer (China Anne McClain, de Descendentes 3) vê seus poderes despertarem.

Consolidando-se como o seriado de uma família de super-heróis, Black Lightning concede espaço para o crescimento de personagens secundários como Gambi (James Remar, de Gotham) – mais cativante – e Khalil Payne (Jordan Calloway, de Riverdale), em caminhada infeliz como Painkiller. Além disso, são inseridas figuras como Percy Odell (Bill Duke, de O Predador), o manipulador agente da A.S.A., a assassina Giselle Cutter (Kearran Giovanni, de Crimes Graves) e os Mestres do Desastre, grupo composto pelos meta-humanos Insolação, Nova Onda, Resfrio e Tremor.

Jennifer é a heroína Rajada e Anissa divide sua identidade entre Tormenta e Pássaro Negro. (Foto: The CW)

Em alta voltagem, o programa mostra melhora expressiva nos 16 episódios da temporada, oferecendo entretenimento de qualidade para a família inteira, com histórias que se encaixam como uma HQ e debates relevantes para a sociedade.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.