Review: Horácio – Mãe

Durante muitos anos, as histórias do tiranossauro Horácio foram escritas e desenhadas somente por seu criador, Maurício de Sousa. Mas, em Horácio – Mãe, 19° álbum do selo Graphic MSP, quem assume a responsabilidade de cuidar deste simpático comedor de alfaces é o quadrinista Fábio Coala. Mais conhecido por suas “Mentirinhas”, Coala mescla grandes doses de sensibilidade e ação para narrar as aventuras do pequeno dinossauro que, cansado de ficar sozinho, parte em busca de sua mãe. Em sua jornada, Horácio questiona o seu papel no mundo, faz amizades improváveis, enfrenta perigos e nos emociona. Ou seja, é um prato cheio para qualquer fã de quadrinhos!

Os traços carismáticos do Coala são inconfundíveis, mas o artista surpreende ao retratar cenas de lutas intensas com uma pegada mais realística e, em certos momentos, um tanto quanto sombria. Fica claro que, no trabalho de pesquisa, Coala fez muito mais do que reler as tiras de Maurício e assistir Jurassic Park. Apesar da nova roupagem, Mãe ainda preserva os principais aspectos das histórias clássicas de Horácio: desde o humor, menos escrachado e mais inteligente, até os pensamentos filosóficos do nosso querido tiranossauro. É impossível ler esta graphic novel sem se identificar com pelo menos um bocado dos questionamentos feitos pelo protagonista.

Com 96 páginas, Horácio – Mãe sai por R$ 41,90 na edição em capa dura e R$ 31,90 em brochura. (Foto: Panini Comics)

Assim como o enredo, os materiais extras deste álbum são encantadores. Além de descobrir como foram as primeiras aparições de Horácio nas tiras, você entende como Fábio Coala construiu a sua versão do personagem e como ele transforma os primeiros esboços nas belas páginas que você encontra na HQ. Descrito como “um capítulo à parte na produção de uma Graphic MSP”, o processo de criação da capa de Horácio – Mãe, também foi revelado. O autor testou várias versões até chegar em uma ilustração que fosse atrativa para o leitor, mas sem entregar tanto da história.

Em poucas palavras, Fábio Coala cuidou muito bem de um dos mais amados personagens de Maurício de Sousa e nos entregou uma história fantástica, que comove, ensina e faz refletir sobre vários aspectos da vida.

Comentários
Avatar

Daniel Generalli

Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo, nerd de nascimento e ganhador do troféu HQMix pelo TCC "Vozes e Traços - O Novo Cenário Brasileiro de HQs".

Comentários estão fechados.