Volte à infância e às lágrimas com Procurando Dory

Dory pode até não se lembrar, mas ela provavelmente fez parte da sua infância e, com certeza, você jamais se esqueceu da adorável peixe da espécie Cirurgião-Patela, mesmo que o lançamento de Procurando Nemo tenha sido há 13 anos. Agora, a personagem volta ao cinema para protagonizar sua própria aventura, na nova produção da Disney•Pixar, continuando sob a direção de Andrew Stanton (WALL·E). Contando com as vozes de Marília Gabriela e Antonio Tabet (Porta dos Fundos) na versão brasileira, Procurando Dory é a principal estreia desta semana no circuito nacional.

Apesar de mais de uma década ter se passado fora da ficção, a animação tem sua trama situada somente 1 ano após os acontecimentos do longa anterior, trazendo inicialmente poucas inovações (o que não é nenhum problema!) ao universo submarino habitado por Marlin, Nemo e Dory. Deste modo, além da novidade de Dory morando com Marlin e seu filho, o filme revisita figuras como a tartaruga descolada Crush e o professor da escola do recife, o Mr. Ray.

SO MANY STINGRAYS — In "Finding Dory," memories of her past are sparked for forgetful blue tang Dory when a stingray migration whizzes by her. Featuring the voices of Ellen DeGeneres, Albert Brooks, Ed O'Neill, Kaitlin Olson, Ty Burrell, Eugene Levy and Diane Keaton, “Finding Dory” swims into theaters June 17, 2016. ©2016 Disney•Pixar. All Rights Reserved.

Procurando Dory é a sequência imediata de Procurando Nemo. (Foto: Disney•Pixar)

Simples, porém, envolvente, a história de Procurando Dory recorre ao mesmo modelo visto em Procurando Nemo – caso o título não tenha deixado claro. Sendo assim, graças a um lampejo de lembrança, Dory, que sofre de perda de memória recente, decide investigar o paradeiro de seus pais para reencontrá-los. Com uma missão de busca já definida, a protagonista reúne Marlin e o pequeno Nemo para mais uma vez encarar as adversidades do ambiente marinho, enfrentar predadores e situações inesperadas e conhecer novos aliados.

"Finding Dory" introduces new characters to the big screen, including a whale shark named Destiny who's nearsighted, and a beluga whale named Bailey who thinks his biological sonar skills are on the fritz. Featuring Kaitlin Olson as the voice of Destiny and Ty Burrell as the voice of Bailey, "Finding Dory" opens on June 17, 2016. ©2016 Disney•Pixar. All Rights Reserved.

Dory usa todo o seu conhecimento em baleiês para se comunicar com Destiny e Bailey. (Foto: Disney•Pixar)

Embora proporcione boas piadas, especialmente com o polvo Hank (na voz de Tabet), Procurando Dory destaca-se pela carga dramática, uma vez que os flashbacks sobre a infância da peixe azul brilhante sensibilizam com muita efetividade. Soma-se a isso o uso da falta de memória de curto prazo de Dory como metáfora para simbolizar o quanto cada indivíduo pode se sentir perdido, vagando por um mundo tão gigantesco como o mar sem saber o que está procurando (se você já se sentiu assim, prepare-se, pois, lágrimas, nó na garganta ou no estômago são inevitáveis).

DO I KNOW YOU? -- In Disney•Pixar's "Finding Dory," everyone's favorite forgetful blue tang, Dory (voice of Ellen DeGeneres), encounters an array of new—and old—acquaintances, including a cantankerous octopus named Hank (voice of Ed O'Neill). Directed by Andrew Stanton (“Finding Nemo,” “WALL•E”) and produced by Lindsey Collins (co-producer “WALL•E”), “Finding Dory” swims into theaters June 17, 2016.

Ao lado de Dory, o polvo Hank surge como protagonista da animação. (Foto: Disney•Pixar)

Feito para quem cresceu assistindo a Procurando Nemo e também para a garotada de hoje, o título não se restringe a atender o público nostálgico, assumindo possibilidades inéditas com a introdução da tubarão baleia Destiny, a dramática baleia branca Bailey e Becky, a mergulhão esquisita. Mantendo o padrão de qualidade do selo Disney•Pixar (assim como O Bom Dinossauro, Divertida Mente, Toy Story e muitos outros), Procurando Dory consegue tornar a versão com dublagem brasileira mais cativante do que a original e faz toda a espera valer a pena.

Procurando Dory estreia nos cinemas nesta quinta-feira (30/06).

Dica: chegue antes na sessão para conferir o simpático curta Piper!

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.