Suspense inovador, Buscando… destaca os perigos da vida online

A internet rompe barreiras e abre portas para o mundo inteiro, oferecendo democraticamente uma gama de conhecimentos e oportunidades. Mas, você já parou para pensar todas as coisas negativas que se aproveitam para ter livre acesso aos nossos dados, dia a dia etc.? Cotado como filme de suspense do ano, Buscando… (Searching, EUA, 2018) transporta para os cinemas as maiores ameaças às quais ficamos vulneráveis quando falamos sobre a combinação isolamento no mundo real e superexposição nas redes sociais.

Dirigido por Aneesh Chaganty (do curta-metragem Google Glass: Seeds), a produção conta a história de Margot Kim (Michelle La, de Mom), uma adolescente de 16 anos, que desaparece na cidade de San Jose (Califórnia), deixando somente seu notebook e um rastro online. Então, cabe ao pai, David Kim (John Cho, de Star Trek: Sem Fronteiras), descobrir o paradeiro de sua filha investigando através de suas redes sociais, histórico de navegação e rotas de GPS, numa tentativa desesperada de saber de fato quem é a garota e o que lhe aconteceu.

Buscando… propões reflexões sobre nossas atividades online e relacionamentos no mundo real. (Foto: Sony)

Conectado ao lado sombrio do ambiente digital, Buscando… transcorre na íntegra pela perspectiva de computadores, telefones e outros dispositivos, um formato que apesar de familiar – afinal, todos passamos o dia online, não é mesmo? – se mostra inovador por se tratar de uma experiência cinematográfica. Na interpretação competente de John Cho, cada clique se torna um momento de tensão sem igual, envolvendo o público em uma atmosfera angustiante, que se mantém durante as reviravoltas que se multiplicam pelo enredo.

Necessário, o longa explora e confronta nossos piores medos sobre os perigos que se escondem na internet, mostrando também o quanto este pode ser ambiente frio, na medida em que é fácil ter centenas de contatos, apesar de ninguém estar prestando atenção em você. Fazendo uma análise comportamental, a obra explora os perfis de usuários e opinião pública, que apoiam, condenam e demonstram qualquer emoção em troca de curtidas e seguidores, especialmente em um caso de grande repercussão na imprensa.

A detetive Vick (Debra Messing) acompanha o caso da menina desaparecida. (Foto: Sony)

Então, pense duas vezes quando for responder: com quantas pessoas você se relaciona online? Quantas delas sabem tudo sobre sua vida? E quantas realmente existem?

Buscando… está em cartaz desde 20 de setembro.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.