Star Trek: Picard – Primeiras impressões

Após uma visita do elenco com direito a mensagem personalizada de Sir Patrick Stewart – que também é nosso eterno Professor Xavier da primeira trilogia de filmes dos X-Men – no painel do Prime Video durante a CCXP, Star Trek: Picard finalmente estreou na última sexta-feira (24/01), no serviço de streaming. Contrariando a tendência atual, a série do antigo comandante da Enterprise em Star Trek –  A Nova Geração terá episódios lançados semanalmente.

E logo de cara, com a famosa nave aparecendo nos primeiros minutos, já foi possível perceber algo que já se anunciava: essa atração será um presente para antigos fãs. Contudo, a medida que a história se desenrola, notamos que mesmo os espectadores de primeira viagem no universo de Jornada nas Estrelas não terão dificuldade para entender o que está acontecendo.

Sir Patrick Stewart retorna ao papel de Jean-Luc Picard. (Foto: James Dimmock/CBS)

A história tem Picard (Stewart) aposentado em um chateu na França. Longe da Frota Estelar, o Almirante dedica seus dias à produção de vinho, mas tem tido dificuldades para dormir por causa dos acontecimentos que marcaram sua saída do serviço militar. Depois da Enterprise, Jean-Luc coordenou os esforços de assentamento dos Romulanos em Marte depois de seu planeta natal ter explodido, um evento mostrado no filme de 2009, dirigido por J.J. Abrams, que traz Chris Pine como o capitão Kirk

Como se não bastasse a tragédia, os humanos sintéticos coordenaram um ataque ao planeta vermelho, algo que custou milhares de vidas e fez com Piccard abandonasse a Federação, já que um de seus melhores amigos na Enterprise, o Comandante Data (Brent Spiner, de Os Goldbergs), que aparece no início no episódio piloto, é também um sintético.

Novos elementos

Daí para frente, é tudo novo. Logo conhecemos Dahj (Isa Briones, de American Crime Story), uma humana que, após um ataque, descobre estranhas habilidades sobre-humanas e um impulso repentino de achar Picard. Mas quem é a garota? Depois de uma extensa investigação, Picard descobre que, de alguma forma, Dahj pode ser “filha” de Data e que ela tem uma irmã gêmea.

Picard, então, deixa seus dias tranquilos para trás em busca da jovem. Contar mais do que acontece nesse primeiro episódio é estragar a surpresa. Principalmente para fãs de longa data, que ficarão emocionados com as surpresas guardadas para eles desde os primeiros momentos.

Assim, já é possível dizer que Star Trek Picard será uma ótima série de ficção científica para quem ainda não conhece o vasto universo criado lá atrás por Gene Rodenberry. Mas, os easter eggs colocados estrategicamente ao ponto de gerar ansiedade para o próximo episódio têm tudo para fazer dela o presente que os fãs não sabiam que queriam tanto.

Comentários
Carlos Bazela

Carlos Bazela

Jornalista e leitor compulsivo, gosta de cerveja, café e chá preto não necessariamente nessa ordem. Fã de boas histórias, principalmente daquelas contadas por meio de desenhos e balões.

Comentários estão fechados.