Sonic: O Filme é divertido, cativante e despretensioso

O ouriço mais famoso dos jogos eletrônicos está em cartaz nos cinemas desde 13 de fevereiro, estrelando sua primeira aventura em live-action. Após apresentação polêmica, na qual os fãs pediram modificações no design no personagem, Sonic: O Filme (Sonic the Hedgehog, EUA/Japão/Canadá, 2020) chega como grata e divertida surpresa. Dirigido por Jeff Fowler (Gopher Broke), o longa mostra as origens do velocista e seu primeiro confronto a Dr. Robotnik (Jim Carrey, de Ace Ventura: Um Detetive Diferente), o vilão clássico dos videogames.

No roteiro de Patrick Casey e Josh Miller (de Nota 10 em Confusão), o protagonista Sonic (dublado por Ben Schwartz, de Parks and Recreation) se encontra há 10 anos como habitante da Terra, depois de fugir de seu planeta natal quando seus poderes se tornaram alvo de cobiça de seres malvados. Na pequena Green Hills, em Montana (EUA), Sonic conhece o policial Tom Wachowski (James Marsden, de X-Men: O Filme) – estarrecido ao descobrir a velocidade do azulão. No entanto, Wachowski não é o único a ficar impressionado com isso…

Sonic é famoso nos videogames desde 1991, quando estreou no Mega Drive, da Sega. (Foto: Paramount e Sega).

A narrativa, que possui apenas 1h39 de duração, então se concentra na fuga de Sonic das garras do intrépido Robotnik – um cientista esquisitão que emprega seus engenhosos robôs a serviço do governo norte-americano – por conta de sua capacidade de gerar energia ilimitada. Em estilo road trip, Sonic e Wachowski embarcam cruzada para São Francisco, onde Sonic deixou suas argolas interdimensionais e Wachowski pretende reconstruir vida nova com objetivos maiores. No caminho, a dupla passa a experimentar o poder da amizade.

Leve, despretensioso e bastante cativante, Sonic: O Filme trabalha com um senso de humor inocente e nostálgico, que remete produções dos anos 1990. Apesar do roteiro simples e efeitos visuais oscilantes (há momentos realmente bem produzidos), o principal mérito do título é seu carisma, tanto por Sonic (com a voz de Manolo Rey na versão nacional) quanto pelo ressurgimento de Jim Carrey como seu excêntrico antagonista.

E, se você for ao cinema, não corra na hora de ir embora! Há uma cena pós-créditos!

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.