Querida Liga da Justiça é graphic novel para crianças e adultos

O Aquaman tem cheiro de peixe? O Superman já cometeu algum erro? Se a Moça-Gavião é metade pássaro, então ela come pequenos roedores? Essas perguntas, enviadas por crianças do quarto ano, são o principal desafio enfrentado pela principal equipe de heróis da DC na graphic novel infantil Querida Liga da Justiça, que já está disponível no Brasil pela Panini.

Escrita por Michael Northrop e com arte dos brasileiros Gustavo Duarte (desenhos) e Marcelo Maiolo (cores), a HQ é mais uma das obras prometidas no painel da Panini na CCXP 2019 e inaugura as publicações do selo DC Kids no Brasil.

Além da premissa interessante, que mostra os maiores heróis da casa parando um tempo nas suas vidas para responder e-mails de fãs, Querida Liga da Justiça é uma história leve para os pequenos, com moral e uma lição importante para passar, mas que ao mesmo tempo não menospreza sua inteligência. Ao mesmo ponto que é divertida para os adultos como um desenho animado de humor escrachado – no notebook do Aquaman, por exemplo, tem o brasão do Peixe, o Santos Futebol Clube.

Traço em estilo fofo

Dividida em histórias curtas, na qual cada membro da LJA recebe uma mensagem vinda de uma criança, todas estão interconectadas por um pano de fundo, a invasão dos insetoides do planeta Exúvion. Mas, até as cenas de batalhas são divertidas e ocupam pouco espaço da narrativa, mostrando que a ideia aqui é fazer rir tentar passar algum ensinamento para a criançada no processo.

Os movimentos, o traço e as cores são uma mistura de cartilhas pré-escolares com desenhos animados e trazem formas amigáveis, daquelas para as crianças se identificarem e bem diferente de suas contra-partes oficiais, que podem acabar assustando os mais jovens.

Assim, Querida Liga da Justiça é o tipo de HQ que você pode entregar nas mãos de uma criança sem medo para que ela possa se apaixonar pela mídia de origem de seus heróis favoritos. No entanto, melhor ainda é ler junto, resgatando as boas memórias de quando você mesmo estava naquela idade.

Ponto de partida

No final, Querida Liga da Justiça traz o preview da próxima HQ de Northrop, Duarte e Maiolo: Queridos Supervilões, provando que não são só os mocinhos que recebem cartas. E a primeira a responder é justamente a Arlequina, em uma curta e história hilária sobre uma apresentação de comédia stand-up.

Fora o trabalho seguinte dos três, o gibi é vitrine para outras duas graphics para crianças: Canário Negro: Combustão e Diana: Princesa das Amazonas, que serão lançadas em breve, deixando claro que o selo DC Kids chegou para ficar. Pelo menos até a próxima reformulação da editora, o que pode não demorar muito para acontecer.

Comentários
Carlos Bazela

Carlos Bazela

Jornalista e leitor compulsivo, gosta de cerveja, café e chá preto não necessariamente nessa ordem. Fã de boas histórias, principalmente daquelas contadas por meio de desenhos e balões.

Comentários estão fechados.