CCXP 2019: conheça os lançamentos anunciados pela Panini

A Panini esteve presente na CCXP 2019 com seu tradicional estande, mas, também realizou um painel que chamou a atenção dos fãs de HQs presentes no evento. Em uma apresentação um tanto corrida, porém, recheada de títulos, a editora revelou continuações e novidades que estarão à venda em 2020.

E, para você já preparar a carteira, o Boletim Nerd, que esteve presente no painel separou alguns dos lançamentos de mais destaque entre Marvel, DC Comics, Disney e especiais.

Por falar em especiais, Stranger Things vai expandir seu universo no Brasil com um gibi centrado em Will Byers e sua incursão pelo Mundo Invertido, durante a primeira temporada da famosa série da Netflix. Outro título promissor é Sharkey: O Caçador de Recompensas, no qual o personagem do título cruza a galáxia atrás dos melhores contratos ao lado de seu parceiro adolescente em um caminhão de sorvete convertido em nave.

Já em Guerras Lácteas, a grande sacada será os personagens da DC colocados em contextos nunca vistos, em um crossover com personagens criados por Gerard Way, o líder da banda My Chemical Romance que também é criador de Academia Umbrella. Para se ter uma ideia, nesse volume, poderemos ver o Superman transformado no “Superleiteiro” e a Mulher-Maravilha, em “Esposa Maravilha”, indo contra seu conceito feminista e empoderado.

DC

E já que entramos na DC, será grande ano para seus personagens, principalmente para a Arlequina. Na esteira do lançamento de Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa, a aclamada minissérie escrita e desenhada por Stjepan Sejic chega ao Brasil em 2020, recontando a história da parceira do Coringa por uma nova ótica desde seus primeiros dias no Arkham.

Os Titãs também estarão em destaque com Jovens Titãs: Ravena, uma nova história de origem para a adolescente sobrenatural com o traço do brasileiro Gabriel Picolo. O artista que foi convidado pela DC após suas artes mostrando os Titãs com visual atualizado para o jovem de hoje ganharem a internet. O título, escrito por Kimi Garcia, foi pensado para atrair novos leitores para a DC, mas deve agradar antigos fãs do grupo.

O Batman, por sua vez, chega forte em títulos. O primeiro é A Maldição do Cavaleiro Branco, sequência de “Cavaleiro Branco” e de seu interessante universo próprio, criado por Sean Murphy, que assina roteiro e desenhos. Virá no mesmo formato de antes: uma mini em 9 edições.

O segundo coloca o Morcegão em um cenário pós-apocalíptico com O Último Cavaleiro da Terra. A história é assinada por Greg Capullo e Scott Snyder, dupla cujos encadernados continuam sendo publicados por Panini e promete ser tão imersiva quanto Batman – Ano Zero, que tira o personagem de sua zona de conforto sem descaracterizá-lo.

Outro personagem icônico com HQ importante em 2020 é o Superman. Frank Miller e o desenhista John Romita Jr. revisitam o primeiro ano de heroísmo de Clark Kent em Superman: Ano Um, minissérie em três volumes.

Marvel

A Marvel chega com o pé na porta em 2020! Os especiais Marvel 1000 e 1001, criados para comemorar as oito décadas da editora, celebrados em 2019, serão publicados no ano que vem. O que tem de especial nesses volumes? Explicamos: serão nada menos do que 80 histórias assinadas por 80 artistas.

Em Justiceiro: O Pelotão, temos a chance de acompanhar um jovem Frank Castle em sua primeira campanha no Vietnã. Escrita por Garth Ennis e com arte de Goran Parlov, a trama mostra os eventos que ajudaram a moldar o Justiceiro.

Castle também estará evidência em outra HQ, na qual ele fará parte de uma equipe que reúne também Conan, Venom, Wolverine e Elektra. Ou, melhor dizendo, Os Selvagens Vingadores. O gibi é escrito por Gerry Duggan e tem arte do brasileiro Mike Deodato.

Para quem curtiu o jogo Marvel’s Spider-Man, a Panini trará Homem-Aranha: Gameverse: Cidade em Guerra, uma obra ambientada no mesmo universo do Game, que deverá expandir a experiência da tela. Bem semelhante ao que a DC fez com os gibis da série Arkham do Batman e, principalmente, com Injustice.

Disney

Passando a régua no painel da Panini, alguns títulos da Disney realmente chamaram nossa atenção. Os personagens do estúdio, que também é dono da Marvel, sempre se destacaram por serem versáteis e encaixarem seu tipo particular de humor até mesmo quando se apropriam de outros títulos. No ano que vem, a Panini publica uma série de paródias com a turma do Mickey capaz de provar isso com inteligência.

Entre elas estão Star Tranko, republicação da minissérie que saiu 2015, pela Abril, com Mickey no papel do comandante M.T. Tirk Neto, à frente da tripulação da U.S.S Enterplay. Indiana Pateta é outro clássico parodiado pelos personagens Disney e, como diz o título, terá as aventuras do Pateta na pele do famoso arqueólogo.

Além do cinema, títulos importantes da literatura foram revisitados pela Disney e sairão em 2020, como Drácula de Bram Ratoker, que coloca o Mickey no papel do famoso vampiro e de Moby Dick, que inova com o Tio Patinhas na pele do obcecado capitão Ahab, que persegue a baleia cachalote.

Comentários
Carlos Bazela

Carlos Bazela

Jornalista e leitor compulsivo, gosta de cerveja, café e chá preto não necessariamente nessa ordem. Fã de boas histórias, principalmente daquelas contadas por meio de desenhos e balões.

Comentários estão fechados.