Guia para os pais jogarem em família e com segurança

Boletim Nerd

Uma pesquisa da Kaspersky, em parceria com a consultoria CORPA, intitulada Digital Kids, revelou que 20% dos pais brasileiros gostariam de se envolver mais na vida digital de seus filhos, embora boa parte não tenha tempo suficiente ou habilidades tecnológicas para isso. Para ajudá-los a superarem essas barreiras, a empresa de cibersegurança preparou um guia com detalhes sobre os principais jogos online disponíveis no mercado para que os pais tenham uma maior participação nas atividades digitais de seus filhos e desfrutem dos games com segurança.

Para se ter uma ideia, 2 em cada 10 gamers na América Latina admitem ter vergonha do tempo que dedicam aos jogos e, por isso, escondem essa atividade de seus pais. Dentre os motivos das crianças e adolescentes não falarem sobre suas atividades online está relacionado a antigos estereótipos sobre essa atividade, como as ideias de que “os jogos fazem mal à saúde” (58%) ou “os jogos estragam o cérebro” (39%).

“É importante estar ciente de que os tempos mudam. A internet se tornou o playground virtual de nossos filhos, já que os videogames e outras atividades online tomaram o lugar do esporte, idas ao cinema e outras atividades presenciais em que costumavam ter”, explica Fabiano Tricarico, diretor de vendas de varejo da Kaspersky na América Latina

Para o executivo, os adultos devem abandonar os estereótipos e os preconceitos acerca dos jogos online e passar a avaliar os benefícios que esta atividade oferece. “Há muitos estudos que indicam que os videogames ajudam a desenvolver criatividade, habilidades sociais e aprendizado de novas línguas. No entanto, muitas famílias ainda têm uma percepção ruim desse hobby ou simplesmente não estão interessadas no assunto. Se os pais se concentrassem nos aspectos positivos e se comprometessem a passar pelo menos uma hora nos finais de semana para se divertirem com os filhos, eles seriam capazes de criar um momento único em família, estimulando suas habilidades e construindo confiança”, destaca Tricarino.

Para ajudar as mães e pais que não sabem jogar videogame e querem se envolver mais na vida digital de seus filhos, a Kaspersky analisou os cinco jogos mais populares e mapeou boas práticas para garantir a segurança online em cada um deles.

Call of Duty (COD)

– Faixa etária recomendada: este é um jogo de batalha em primeira pessoa e não é recomendado para crianças menores de 17 anos.

– COD Points e dinheiro real: para adquirir certas coisas no jogo existem os COD Points, com os quais é possível comprar armas, camuflagens, cartões de pontos, entre outros acessórios. É importante ressaltar que esses pontos são adquiridos com dinheiro real e é necessário vincular um cartão à loja de aplicativos no aparelho do usuário. Para restringir esse recurso, faça o seguinte:

• No iPhone: clique em “Configurações” e escolha a opção “Tempo na tela”. Em seguida, escolha a opção “Restrição de Conteúdo e Privacidade” e, por fim, “Compras no iTunes e App Store”.

• Em um dispositivo Android, você pode habilitar a autenticação para fazer compras no aplicativo Google Play Store. Você deve clicar nas três listras horizontais superiores para exibir o menu lateral, entrar em “Configurações”, ir até a seção “Solicitar autenticação ao fazer compras” e escolher a opção “sempre”.

Fortnite

– Segurança da conta: em muitos casos, os cibercriminosos oferecem ofertas especiais do Fortnite para obter credenciais de login e roubar a conta. Para evitar roubos e fraudes, é importante nunca compartilhar esse tipo de informação. Além disso, não compre contas ou participe de torneios de terceiros, por mais tentador que seja ter uma conta com itens cobiçados. Tal prática coloca em risco os dados pessoais do jogador.

– Habilite a autenticação em duas etapas: No jogo, é importante fortalecer a proteção da conta para evitar o acesso não autorizado. Mesmo que alguém adivinhe a senha, o acesso à conta será impossível. Para ativar essa proteção, siga estas etapas:

• Na página da conta, clique na guia “Senha e segurança”.

• Na função “Autenticação de dois fatores”, clique na opção de autenticação que deseja obter: habilitar autenticação por aplicativo, habilitar a autenticação por mensagem de texto ou habilitar a autenticação por e-mail.

A Kaspersky recomenda escolher a opção de dupla autenticação por e-mail, de preferência usando a conta de um dos pais.

Também existe a opção de usar aplicativos de autenticação, como Google Authenticator, LastPass Authenticator, Microsoft Authenticator ou Authy, que estão disponíveis na app store. Essa é a opção mais segura, mas é necessário que a criança tenha acesso a um celular para baixar o aplicativo.

– Ative o controle dos pais do Fortnite, pois isso tornará mais fácil gerenciar o que as crianças e adolescentes podem ver e fazer enquanto brincam. Além disso, você pode configurar as regras para definir as funções que o jogador pode acessar do console, computadores e smartphones. Para acessar a ferramenta:

• Abra o Fortnite no navegador (primeiro acesso à conta). Para acessar o jogo pela primeira vez, é aconselhável fazê-lo por meio do navegador, porque o jogo irá solicitar um e-mail para associação do controle parental (de preferência de um dos pais).

• Abra o menu localizado na parte superior direita da tela.

• Selecione “Controle dos Pais”. Para mais informações sobre as opções, visite a página.

League of Legends (LOL)

– Verificação da conta: para jogar, é necessário cadastrar um e-mail para verificação da conta. Esta é a primeira etapa para proteger sua conta e maximizar a proteção contra golpes de phishing e malware .

• Acesse este ou este site dependendo da sua região e clique no botão “Login” localizado no lado direito no topo da página.

• Digite seu nome de usuário e senha para fazer login.

• Clique no menu à direita do seu nome para abrir o menu suspenso.

• Clique na opção “Configurações” para acessar “Gerenciamento de contas”.

• Certifique-se de que seu e-mail esteja correto. Suas informações de verificação serão enviadas para este e-mail. Clique no botão de verificação azul quando estiver pronto para prosseguir.

• Um e-mail de verificação será enviado de [email protected] para sua conta registrada. Este e-mail contém um link para concluir o processo de verificação.

• Após a conclusão do processo, todas as confirmações e notificações de alterações serão enviadas para a conta verificada.

Free Fire

– Faixa etária recomendada: este é um jogo de batalha online e não é recomendado para crianças menores de 12 anos.

– Controle dos pais: o jogo não possui um controle dos pais central, mas é possível usar as configurações do telefone. Para isso, os pais devem consultar as instruções para aparelhos Android ou iPhones nos seguintes links:

• Como usar o controle parental no iPhone, iPad e iPod Touch do seu filho

• Para definir restrições de conteúdo (controle dos pais) no Android

• Para definir uma senha ou autenticação para fazer compras online

– Conta: como outros jogos online, o Free Fire requer a criação de uma conta para obter acesso. No entanto, o ID de login é um dado público no jogo; ou seja, qualquer jogador terá acesso a essa informação. Por este motivo, a senha pessoal é a única proteção para o jogador. Aconselhe seu filho ou filha a nunca compartilhar com outra pessoa.

O jogo permite que você use uma rede social para fazer o login. Não recomendamos usar esta opção, pois se a rede social for hackeada, o jogador também pode perder acesso ao jogo.

Minecraft

– O Minecraft oferece métodos para reduzir a probabilidade de menores de idade serem expostos a linguagem inadequada no PC e no Xbox Live, seja em servidores ou bate-papos. Algumas dicas para os pais são:

• Acesse servidores adequados para a família. Você pode acessar servidores adequados para famílias, onde voluntários monitoram o mundo do Minecraft em busca de linguagem imprópria, conteúdo impróprio e intimidação. Um exemplo é intercraften.org, que mantém servidores privados adequados para famílias.

• Desative o bate-papo e os links para sites externos. Se você optar por um jogo multiplayer online, pressione a tecla Escape. Clique em “Opções” e depois em “Configurações de multiplayer”.

• Clique em ‘chat’ e escolha a opção de desativá-lo.

• Além disso, como a comunidade do Minecraft é extremamente ativa fora do jogo, muitos jogadores usam o YouTube para discutir seus projetos. Vale a pena adicionar o controle dos pais à sua conta do YouTube se seu filho for fã do Minecraft.

Fonte: Kaspersky

Next Post

Batman ganha game mobile com realidade aumentada

A DC lançou uma experiência inovadora para seus fãs. Indicado para crianças de 6 a 12 anos, o DC: Batman Bat-Tech Edition é um game gratuito para dispositivos móveis que oferece atividades inspiradas em tecnologia e narrativas do super-herói. Desenvolvido em 13 idiomas diferentes, o app permite que os pequenos […]
Warner lança game mobile do Batman com realidade aumentada