Fear the Walking Dead: Faltam respostas e mais episódios na 1ª temporada

Se The Walking Dead chegou para mostrar o declínio do ex-policial Rick Grimes (Andrew Lincoln, de Strike Back) diante do sangrento apocalipse zumbi, Fear the Walking Dead veio para narrar como o mundo sentiu os impactos iniciais da infecção. Após seis episódios e a conclusão de sua primeira temporada, a série trouxe poucas informações novas e não se preocupou em aproximar-se da maior atração do canal AMC, tática que conferiu identidade própria para a produção.

Protagonizado por Madison Clark (Kim Dickens, de Garota Exemplar), conselheira escolar e mãe de Nick (Frank Dillane, o jovem Tom Riddle, em Harry Potter e o Enigma do Príncipe) e de Alicia (Alycia Debnam-Carey, de No Olho do Tornado), Fear the Walking Dead explorou a perspectiva de um grupo disfuncional em meio ao terror dos “mortos que andam”. Junto a eles esteve Travis Manawa (Cliff Curtis, de Trauma), marido de Madison e que mantém contato com a ex Liza Ortiz (Elizabeth Rodriguez, de Orange Is the New Black) e o filho Chris (Lorenzo James Henrie, de Star Trek).

Tobias (Lincoln A. Castellanos) parecia prever o apocalipse zumbi.

Tobias (Lincoln A. Castellanos) parecia prever o apocalipse zumbi. Qual terá sido o destino do garoto?

Ambientado a Los Angeles (EUA), o programa não demonstrou a ambição de manter o visual e a dinâmica das histórias em quadrinhos, mídia pela qual a saga estreou em 2003. Deste modo, Fear the Walking Dead permanece tão “pé no chão” quanto possível, introduzindo personagens menos caricatos e alguns problemas típicos da modernidade, como as dificuldades de Travis em lidar com o divórcio e o vício de Nick em heroína.

Como não poderia ser diferente, os zumbis vão surgindo, menos deteriorados do que aqueles vistos em The Walking Dead. No entanto, antes de os “errantes” aparecerem, o seriado já trabalhava com boatos sobre ataques canibais e um vírus misterioso circulando, o que não tem qualquer explicação aprofundada. À medida que passam os capítulos, a Dra. Bethany Exner (Sandrine Holt, de House of Cards), que atua no exército, afirma que todos estão infectados e, portanto, voltarão após a morte (algo que Rick já descobriu!).

Esta foi foi a primeira zumbi exibida na série. Como ela foi infectada? Ninguém sabe.

Esta foi a primeira zumbi exibida em Fear the Walking Dead. Como ela foi infectada? Ninguém sabe. (Foto: Justin Lubin)

No desenrolar da história, ainda são apresentados Daniel Salazar (Rubén Blades, de Protegendo o Inimigo), sua esposa Griselda (Patricia Reyes Spíndola, de Frida) e Ofelia (Mercedes Mason, de The Finder). Aliando-se a Travis, Madison e companhia, a família latina assume importância e vê, em seu patriarca, a queda da civilidade e o começo de uma era em que pessoas comuns recorrem à violência para sobreviver.

Victor Strand (Colman Domingo) pode ser de grande ajuda ou ameaça para a família de Travis (Curtis).

Victor Strand (Colman Domingo) pode ser de grande ajuda ou ameaça para a família de Travis (Curtis).

Criada por Robert Kirkman (autor das HQs The Walking Dead) e Dave Erickson (produtor de Marco Polo), Fear the Walking Dead não decepciona como série independente e poderia ter outros episódios, abordando a desintegração da sociedade frente ao fim do mundo. Porém, sob a perspectiva dos fãs mais apegados à trama original, faltaram respostas para a epidemia zumbi (talvez propositalmente), a participação de algum personagem de The Walking Dead e um grande gancho para a segunda temporada.

De acordo com o AMC Brasil, a próxima temporada de Fear the Walking Dead irá estrear em 2016, com 15 episódios.

Leia mais sobre Fear the Walking Dead.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.