“Ela Disse, Ele Disse” tem Maisa como vilã e estreia de Fernanda Gentil

É assustador crescer, né? E ao mesmo tempo é maravilhoso! Um sentimento contraditório, principalmente quando estamos na puberdade e adolescência. É a época em que você começa a se descobrir e entender, a olhar os garotos(as) com outros olhos, é quando uma hora você quer ser adulta e outra quer ser criança. Horrível, mas ao mesmo tempo encantador. E parece que Talita Rebouças sabe como trazer esse sentimento em seus livros, e também nos filmes.

Baseado na publicação de 2010 – e uma das obras mais vendidas de Rebouças – “Ela disse, Ele disse” é a nova adaptação da autora para os cinemas e conta com Maisa (Carrossel) como Julia, a antagonista da nossa querida Rosa, a mocinha vivida por Duda Matte (Carinha de Anjo). O elenco ainda conta com Marcus Bessa (Lia) como Léo, Matheus Lustosa (Z4) como Rafa, um vilão ao lado da Maisa, e Ângelo Paes Lemes (Caminhos do Coração) e Maria Clara Gueiros (Zorra Total). Destaque para Fernanda Gentil, que estreia como atriz fazendo o papel de Paloma, a mãe super simpática de Rosa.

Maisa retorna às telonas como a vilã da adaptação de Thalita Rebouças. (Foto: Globo Filmes)

Numa produção que trouxe a modernidade da internet – embora a web não fosse tão forte quando o livro foi escrito – temos uma história muito linda de amizade, empatia, primeiro amor e relações familiares, além de tratar sexualidade.

Dirigido por Claudia Castro (Uma Rua Sem Vergonha) e roteiro de Tati Ingrid Adão e Rebouças, “Ela disse, Ele disse” cumpre e muito seu papel de entreter, discute temas atuais, traz uma trilha sonora encantadora e com uma linguagem leve e muito divertida. Seguindo uma primazia – muito necessária – dos filmes clichês de romance, o filme é uma aposta certa para quem gosta do gênero.

O longa estreia no dia 3 de outubro nos cinemas.

Comentários

Comentários estão fechados.