Doutor Estranho: Conheça a animação sinistra estrelada pelo Mago Supremo

Embora o filme em live-action tenha chegado neste ano aos cinemas, essa não é a primeira vez que o herói conhecido como Mago Supremo protagoniza uma aventura solo, pois, em 2007, o personagem criado por Stan Lee e Steve Ditko teve sua história de origem adaptada na animação Doutor Estranho (“Doctor Strange”, título original em inglês). Lançada diretamente em DVD e com 1h16 de duração, a produção assume tons sombrios para mostrar como o arrogante neurocirurgião Stephen Strange tornou-se o defensor da Terra na luta contra a entidade Dormammu.

doutor-estranho-filme-animacao-2007-2

Doutor Estranho descobre que Dormammu quer estender seu reinado de trevas à Terra. (Foto: Lions Gate)

Dirigido por Patrick Archibald (Hulk e Os Agentes de S.M.A.S.H.), Jay Oliva (Batman: Assalto em Arkham) e Dick Sebast (Batman: A Série Animada), a atração remete à primeira aparição do Doutor Estranho na HQ Strange Tales (vol. 1) #110, publicada em 1963, ao apresentar uma trama que envolve pesadelos. Após presenciar um grupo de magos guerreiros caçando uma fera abissal solta na cidade, o Dr. Stephen Strange chega ao hospital em que trabalha e se depara com vários casos de crianças acometidas por estado de coma misterioso.

doutor-estranho-filme-animacao-2007-1

Crianças possuídas surgem em Doutor Estranho! Os traços vermelhos mostram que foram dominadas por Dormammu. (Foto: Lions Gate)

Muito perturbado após compartilhar uma dessas visões, em que surge um rosto em chamas, Strange foge sem acreditar que aquilo era possível, mesmo sendo assombrado a ponto de sofrer um gravíssimo acidente de carro que encerra sua carreira na mesa de operações. Demonstrando fidelidade aos quadrinhos, o filme animado acompanha Stephen definhando junto de sua fortuna na busca por alguém que possa curar suas mãos, e isso acaba levando-o a uma desesperada jornada ao Tibete. É lá que o Ancião e Wong o esperam para algumas lições.

doutor-estranho-filme-animacao-2007-3

O filme desenvolve as relações de Strange com Mordo (à esquerda) e o Ancião e Wong (à direita). (Foto: Lions Gate)

Precisa, a atração trata de humildade, força de vontade e de como é necessário abrir mente e alma para o inaceitável, pois, conforme o Ancião, somente assim o cético médico poderá contemplar o extraordinário. Além de mergulhar na personalidade de Strange e nos seus traumas do passado – com a perda de sua irmã caçula April –, a produção aproxima magia e ciência, ao abordar a transformação de energia em matéria e a existência de uma infinidade de dimensões, que são algumas das marcas essenciais dos quadrinhos do Doutor Estranho ao longo de seus 53 anos de existência.

doutor-estranho-filme-animacao-2007-6

Doutor Estranho viaja ao “Nexus”, o ponto de encontro entre todas as realidades. (Foto: Lions Gate)

Embora não siga a história de origem de Stephen Strange página por página – o longa faz certos desvios e adaptações –, Doutor Estranho também inclui os primeiros confrontos do novo Mestre das Artes Místicas com seus dois inimigos clássicos: o Barão Mordo e o senhor da Dimensão das Trevas, o terrível Dormammu. Para quem está ambientado a esse “estranho” universo, destaque para as presenças do poderoso amuleto Olho de Agamotto e do Sanctum Sanctorum, assim como uma citação a Clea (uma das aprendizes e paixões de Stephen Strange nos gibis).

doutor-estranho-filme-animacao-2007-5

Como nos quadrinhos, Stephen Strange começa escolhendo casos que lhe rendam dinheiro e fama. (Foto: Lions Gate)

Mais sombria do que os títulos que compõem o Universo Cinematográfico Marvel, a animação se concentra no combate entre o bem e o mal, apostando em cenas sinistras envolvendo crianças (apesar de ser um clichê no gênero de terror, funciona!), um vilão flamejante com voz assustadora e outras bestas e pragas.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.