Coringa: 4 HQs para conhecer a insanidade do vilão

Se você ainda não foi conferir o Coringa interpretado por Joaquim Phoenix, a nossa crítica aqui está cheia de motivos e nenhum spoiler! Agora, se você saiu do cinema com vontade de conhecer mais sobre o Príncipe Palhaço do Crime na mídia onde ele nasceu, o Boletim Nerd separou quatro HQs que são simplesmente imperdíveis.

Das interpretações mais realistas até as mais caricatas, o Coringa é sem dúvida um vilão interessante e já colocou a vida do Batman e seus aliados em perigo mais vezes do que se pode imaginar desde sua primeira aparição nos anos 1940. Sempre com seu senso de humor distorcido, a característica risada macabra e uma habilidade sem precedentes para criar caos e pânico, o Coringa se supera a cada ato e já se mostrou disposto a tudo para chamar a atenção do Batman.

Coringa

Na HQ publicada aqui anteriormente e que está sendo trazida de volta pela Panini em um box com A Piada Mortal, o roteirista Brian Azarello apresenta uma história de crime e vingança, com o Palhaço recém-saído do Asilo Arkham e retomando seu território da forma violenta. Tudo narrado pelo ponto de vista de um de seus capangas. Com pegada realista conferida pela arte de Lee Bermejo, Coringa traz outros vilões do Batman em uma ótima trama de gângsteres.

O Homem que Ri

Com roteiro de Ed Brubaker e arte de Doug Mahnke, a história mostra o primeiro encontro do Batman com o Palhaço. Enquanto investiga o assassinato de figurões de Gotham, que morrem com um sorriso macabro no rosto, o Morcego tenta entender as motivações que levam seu novo inimigo a fazer o que faz. O melhor dessa HQ é reação de um Batman em seus primeiros dias de combate ao crime frente a um homem que parece ser a encarnação pura do caos.

Não por acaso, a história tem o mesmo nome do romance de Victor Hugo, que baseou o personagem. Nele, o rei deixa o filho de seu inimigo político nas mãos de uma gangue que desfigura crianças para apresentá-las em atrações circenses. Quando se descobre que o garoto, já crescido, é um lorde, as situaçõe mudam de figura, inclusive o papel de vítima do homem que ri.

A Piada Mortal

Uma das histórias mais icônicas dos dois personagens, a trama escrita por Alan Moore está voltando às prateleiras em uma versão recolorida pelo artista original, Brian Bolland. Fonte de inspiração para o filme dirigido por Todd Phillips, A Piada Mortal mostra Coringa com um ponto a provar: qualquer um poderia ser ele após um dia ruim. E isso inclui realizar atos hediondos como sequestrar o Comissário Gordon e deixar sua filha Bárbara, a Batgirl, paraplégica com um tiro.

Faces da Morte

Estreia do Batman no reboot da DC de 2009 – chamado Os Novos 52 –, Faces da Morte revela um dos Coringas mais insanos já vistos ns quadrinhos. Escrita e desenhada por Tony S. Daniel, a trama mostra o personagem escapando do Arkham e deixando um mórbido presente para o Cavaleiro das Trevas: a pele de seu rosto pregada à parede de sua cela. Descobrir com quem o Coringa se parece agora é o menor dos problemas que o Batman vai enfrentar.

Comentários
Carlos Bazela

Carlos Bazela

Jornalista e leitor compulsivo, gosta de cerveja, café e chá preto não necessariamente nessa ordem. Fã de boas histórias, principalmente daquelas contadas por meio de desenhos e balões.

Comentários estão fechados.