Batwoman: série demonstra potencial com uma Gotham feminina

Há tempos que o Arrowverse – o universo compartilhado por The Flash, Supergirl, DC’s Legends of Tomorrow e Arrow (é claro!) – vem flertando com Gotham City. Porém, somente neste ano é que o canal americano The CW irá explorar com propriedade a cidade dos mais icônicos vilões da DC Comics, e de um certo morcegão carrancudo. Mas, desta vez, o foco não está em Batman, mas, sim, numa nova super-heroína: a Batwoman! Com Ruby Rose (xXx: Reativado) no papel principal, a série teve seu primeiro capítulo exibido em 6 de outubro nos EUA.

Criada por Caroline Dries (The Vampire Diaries), a atração tem produção executiva de Greg Berlanti, Geoff Johns e Sarah Schechter – nomes já envolvidos em títulos da “DC TV” – e apresenta Kate Kane (Rose), alter ego de Batwoman e prima distante de Bruce Wayne – que, na trama, desapareceu há 3 anos. Enquanto treina para entrar na Crows Private Security (empresa privada contratada para proteger Gotham), a protagonista descobre que sua antiga namorada, Sophie Moore (Meagan Tandy, de Teen Wolf), foi sequestrada e decide voltar à sua terra natal.

Batwoman se inicia em um período anterior ao da participação da heroína Elseworlds. (Foto: CW)

Como as demais séries do catálogo, Batwoman aposta em dramas pessoais mesclados com a jornada heroica, e isso põe Kate diante de um trauma de infância, isto é, o acidente que acarretou a morte de sua mãe, Gabi, e o sumiço da irmã, Beth Kane – e a ligou ao Batman. Enquanto isso, resta à jovem se reconectar com o pai, Jacob Kane (Dougray Scott, de Missão: Impossível 2) – que comanda a “Crows” e tenta lhe afastar da ação –, assim como com sua madrasta, Catherine (Elizabeth Anweis, de 9-1-1), e meia-irmã Mary (Nicole Kang, de You).

Tendo Silêncio (Gabriel Mann, de Revenge) e Mapgie (Rachel Matthews, de A Morte Te Dá Parabéns) confirmados, a aventura começa com destaque para a antagonista Alice Vermelha (Rachel Skarsten, de Mulher Gato), revelada ainda no episódio piloto como ninguém menos que a irmã perdida de Kate Kane – pois é, spoiler! Para ajudá-la em sua missão, a vigilante procura a infraestrutura da Wayne Enterprises, deixada sob os cuidados de Luke Fox (Camrus Johnson, de O Sol Também é uma Estrela), filho de Lucious Fox – e futuro Batwing?

O confronto entre irmãs deve ser o foco da 1ª temporada da nova série da DC. (Foto: CW)

A exemplo de Arrow, o seriado deverá evoluir à medida que a protagonista e a sua intérprete adquirem confiança – e empenho não tem faltado, pois Ruby Rose mostra esforço nas gravações. Se a boa produção faz valer a audiência, o fato de que Batwoman é o segundo seriado da DC estrelado por uma heroína LGBTQ confirma sua importância.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.