Afinal, o que está acontecendo com Dragon Ball Super?

Longe das TVs por aproximadamente 18 anos, o aguardado anime Dragon Ball Super foi lançado no dia 5 de julho e, desde então, tem divido as opiniões de público e crítica. Por um lado, a série traz personagens queridos e conseguiu retomar seu ar cômico, mas, por outro, a repetição das histórias dos dois últimos filmes e a falta de lutas incomoda. Com isso, após dezesseis episódios exibidos até o momento, o programa já acumulou polêmicas, apresentou novidades e precisará de muito mais para sobreviver aos 100 capítulos previstos.

Seguindo os eventos da fase Majin Buu, Dragon Ball Super tem início pouco criativo, demonstrando total interesse em recontar o encontro entre Goku e Bills, o Deus da Destruição, algo que Dragon Ball Z: A Batalha dos Deuses, em 2013, utilizou cerca de 1h25 para fazer. Depois de auras de Ki em formato de dragões, um Shenlong medroso e o orgulhoso Vegeta protagonizando situações vexantes, o confronto terminou na décima quarta vez em que a animação foi ao ar.

DragonBallSuper-Episode5-Animation-Quality-7

Algumas cenas do quinto capítulo de Dragon Ball Super repercutiram na internet, devido aos traços extremamente simples.

O seriado mantém o clássico sistema de sagas e apaga toda a mitologia de Dragon Ball GT. Assim, a transformação chamada de Super Saiyajin 4 deve ser completamente esquecida. Entretanto, os telespectadores poderão acompanhar o nascimento da menina Pan (acontecimento anunciado para o episódio 17), a filha de Gohan e Videl – e neta de Goku.

À medida que a próxima aventura não surge, tramas menos pretensiosas chegam às telas, como um desafio interplanetário com Mr. Satan, oportunidade na qual o canastrão delira sobre alcançar o nível de Super Saiyajin. Contudo, em breve, o roteiro de Dragon Ball Z: O Renascimento de Freeza deve ser reaproveitado, uma indicação é feita na abertura do desenho, que mostra o patrulheiro Jaco e alguns guerreiros com os uniformes das tropas Freeza.

CJHcp0sUwAQilJN

Ao lado de Mr. Satan, Jaco fez sua estreia em Dragon Ball Z: O Renascimento de Freeza e deve participar de Dragon Ball Super.

Aparentemente, tendo já modificado o visual do Super Saiyajin Deus, Dragon Ball Super procura ganhar tempo ou consolidar suas novas dinâmicas para, enfim, introduzir conteúdo inédito e com a qualidade esperada pelo público. Seria um bom começo dar utilidade para os demais personagens – todos ficam à sombra de Goku, e reinserir a sensação de perigo real nas lutas.

Leia mais sobre Dragon Ball Super.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.