5 Centímetros por Segundo: Anime comove com incertezas e dores do amor

Sabe quando você encontra aquela pessoa especial com a qual se quer passar todos os dias? Pois é. Comum no cinema, TV e literatura, esse “final feliz” nem é o destino dos casais apaixonados. E isso deixa cicatrizes, marcas que seguem no coração, mente, alma e na forma como conduzimos nossas vidas logo após um término de relacionamento ou grande desilusão amorosa. Dirigido por Makoto Shinkai (autor do sucesso Your Name), o anime 5 Centímetros por Segundo (Byôsoku 5 senchimêtoru, Japão, 2007) mostra um romance interrompido pela distância.

Com 1 hora e 3 minutos de duração, o belíssimo filme animado – que adapta o mangá homônimo – apresenta uma história dividida em três segmentos, que, quando interligados descrevem a jornada de Takaki Tohno, um jovem que vê os caminhos da vida o separando de seu amor, Akari Shinohara. Sensível, emocionante e romântica, a obra acompanha o melancólico protagonista em suas paixões durante infância, adolescência e fase adulta, respectivamente, nos episódios As Flores da Cerejeira Escolhida, Cosmonauta e 5 Centímetros por Segundo.

Takaki não suporta a dor de saber que não passará a eternidade com Akari.

A trama de “5 Centimeters Per Second” (título em inglês) consiste no amor que Takaki sente por Akari desde quando ambos estudavam na mesma escola fundamental, em algum momento nos anos 1990. Devido ao trabalho dos pais, ambos mudam de cidade e colégio, tendo como opção a comunicação por cartas e encontros cada vez mais escassos por conta dos compromissos que cada um vai assumindo. Frustrado pela separação, ao longo dos anos, Tohno se torna um adolescente deprimido e, posteriormente, um adulto de isolado.

Mais para “a vida como ela é” do que para um conto de fadas, 5 Centímetros por Segundo essencialmente fala sobre como o amor, às vezes, não foi feito para durar, encerrando-se prematuramente, de maneira abrupta e sem conclusão para os envolvidos numa relação. Deste modo, o longa comove ao explorar os traumas emocionais e psicológicos que tanto afetam o personagem em uma situação comum a inúmeras pessoas pelo mundo. Afinal, como não se identificar com alguém de coração partido por um amor perdido?

Olhando para o inalcançável, Takaki se nega a enxergar a apaixonada Kanae Sumida.

Baseado na obra com roteiro de Makoto Shinkai e ilustrações de Yukiko Seike, 5 Centímetros por Segundo não tem dificuldades para fazer o público derramar lágrimas, seja pela narrativa de beleza triste, sofisticação e delicadeza do traço ou pela música tema – One more time, One more chance, de Masayoshi Yamazaki. Tão real e palpável, a produção evita clichês para dialogar diretamente com quem já se machucou vendo a pessoa amada ir embora, sentiu saudades e, por consequência, acabou fechando as portas para viver novas experiências.

E você? Diante da perda de um amor, escolheria seguir em frente, manter-se apegado às memórias ou de coração vazio pelo resto da vida?

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.