Space Jam: Um Novo Legado vem para unir gerações

Space Jam: Um Novo Legado vem para unir gerações

Recebido com nostalgia pelos mais antigos e com empolgação pelas novas gerações – devido à semelhança com games de sucesso na atualidade –, Space Jam: Um Novo Legado sem dúvida alguma é um dos maiores lançamentos do ano nos cinemas. Coestrelado por LeBron James, o astro do basquete, e Pernalonga, nada menos do que personagem de desenhos animados mais popular dos últimos 80 anos, o longa da Warner Bros. Pictures chega ao Brasil nesta quinta-feira (15).

Dirigida por Malcolm D. Lee (O Bom Filho à Casa Torna), a superprodução que tem 1h55 de duração revive a mistura entre live-action e animação que rendeu bons frutos na década de 1990, mas, sem olhar demais para o passado, faz uma total atualização em suas referências e mensagem final. Apenas o fato de ser protagonizado pelo ala-armador que veste a camisa de número 23 dos Los Angeles Lakers já é uma grande prova de que os tempos são outros.

Bastante simples, a trama coloca LeBron James diante de um dilema: insistir em fazer seu filho caçula, Dom (Cedric Joe, de Família Moderna), gostar de basquete ou apoiá-lo a desenvolver seu próprio jogo, um talento nato demonstrado pelo garoto. Enquanto debatem, os dois são sugados para um universo de servidores de computador por Al G. Ritmo (Don Cheadle, de Homem de Ferro 2) para disputar uma partida de basquete valendo sua liberdade e o destino do mundo.

Show de referências

Porém, o vilão faz de tudo para virar filho contra pai, deixando-os em equipes adversárias. Enquanto resta a LeBron recrutar os Looney Tunes – como Pernalonga, Patolino, Gaguinho, Ligeirinho, Frajola, Piu-Piu, Coiote e Papa-Léguas –, Dom é incentivado a criar um time de monstros inspirados por estrelas da NBA e WNBA. Como se este elenco já não valesse o ingresso, o título aproveita para trazer elementos de Game of Thrones, Harry Potter e da DC Comics.

Para você que vai assistir, uma dica é prestar bastante atenção na reta final da narrativa, em que diversos outros personagens da Warner Bros. dão as caras na torcida, como o King Kong, Pennywise, Batman e Coringa, os Finstones, os Jetsons e muito mais. Há também homenagens ao filme de 1996, que fazem quem vibrou com a aventura protagonizada por Michael Jordan e Bill Murray imitar constantemente aquele famoso meme do Leonardo DiCaprio.

Reflexões atuais

Embora não seja das mais cativantes, a presença do antagonista Al G. Ritmo promove questionamentos sobre o espaço que as tecnologias vêm tomando nos dias de todos atualmente. Afinal, o algoritmo do mal trabalha utilizando sistemas e aparelhos para influenciar empresas e espionar pessoas em benefício de escusos objetivos, e tudo isso em total anonimato – o que é poder demais para qualquer um.

Outra discussão importante puxada por Space Jam: Um Novo Legado é a necessidade de equilíbrio em entre as experiências na vida real e no mundo digital. No entanto, a obra também acena com a importância de que indivíduos de cada geração compreendam suas diferenças e entendam que a mudança pode ser algo natural.

Next Post

Spin-offs de TWD terão painéis na Comic [email protected]

O canal AMC confirmou presença na [email protected] 2021. O tradicional evento multigênero de entretenimento segue em modo online, tendo sua nova edição realizada entre os dias 23 e 25 de julho, por questões de segurança do público. Dessa forma, os fãs de todo o mundo poderão assistir aos painéis de painéis […]
Comic Con@Home: spin-offs de The Walking Dead terão painéis