Saiba como foi o crossover das séries Supergirl e The Flash

Na sequência de Batman vs Superman: A Origem da Justiça, houve outra reunião de super-heróis da DC Comics, contudo, desta vez, o encontro ocorreu na televisão, com o crossover de Supergirl e The Flash. Realizado no décimo oitavo episódio do programa da Garota de Aço, chamado de Worlds Finest (título muito famoso nas HQs da editora), tal dueto gerou expectativas entre os fãs, mas pouco acrescentou às tramas regulares das séries e afastou a Supergirl de atrações como Arrow, Gotham e DC’s Legends of Tomorrow, que não incluem viagens interdimensionais.

Transmitido na última segunda-feira (28/03), no canal CBS (emissora de Supergirl), o capítulo retratou como uma casualidade a parceria criada entre Flash/Barry Allen (Grant Gustin, de Glee) e Supergirl/Kara Danvers (Melissa Benoist, de Whiplash: Em Busca da Perfeição) . Deste modo, enquanto o velocista treinava para superar o poderoso vilão Zoom, o rapaz se deparou com National City, metrópole de um universo paralelo – no qual não existem Arqueiro Verde, Canário Negro, Eléktron, Nuclear etc..

Crossover de Supergirl e The Flash 02

Parceiro de Arrow e DC’s Legends of Tomorrow, The Flash teve seu 1º crossover com Supergirl. (Foto: DC Comics)

Na cidade, após ser demitida da CatCo Worldwide Media, Siobhan Smythe (Italia Ricci, de Chasing Life) descobre ser uma meta-humana (raça explorada em The Flash) capaz de controlar energia sônica e logo resolve atacar Kara na CatCo. Sem saber que a jovem é a Supergirl, Flash a salva, os dois revelam suas identidades e decidem formar uma dupla. Enquanto isso, para combater ambos, Siobhan ajuda na fuga da Curto-Circuito (Brit Morgan, de True Blood) do DOE e assume o codinome de Banshee Prateada.

Para derrotar as duas antagonistas, Supergirl e Flash combinam suas habilidades, com o homem mais rápido do mundo, já experiente, dando conselhos para a kryptoniana. Em retribuição, Kara auxilia Barry a atingir a velocidade necessária para voltar à Terra-1, prometendo uma eventual colaboração no futuro.

Crossover de Supergirl e The Flash 04

À esquerda, a Banshee Prateada (Ricci) obteve seus poderes a partir de uma maldição familiar. (Foto: DC Comics)

Aproveitando a sintonia das duas séries, o crossover de Supergirl e The Flash é leve, agradável, divertido, no entanto, talvez por contar com títulos de canais diferentes (CBS e The CW), não consegue adaptar a trama de Worlds Finest de maneira que adicione algo às suas histórias individuais – diferente dos tradicionais crossovers de Arrow e The Flash. Com isso, o início do plano Myriad, de Non (Chris Vance, de Transporter: The Series), é o auge do episódio inteiro.

Crossover de Supergirl e The Flash 05

Habitantes de universos diferentes, Supergirl e The Flash não devem ter crossovers frequentes. (Foto: DC Comics)

Em The Flash, a aventura não foi mencionada em Flash Back, o capítulo seguinte, nem reproduz o estado emocional atormentado de Barry Allen depois de descobrir a identidade secreta de Zoom.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.