6ª temporada de The Walking Dead tem estreia de Negan e mais suspense

Com altos e baixos, é possível dizer que a 6ª temporada de The Walking Dead foi polêmica, causando uma espécie de relação de amor e ódio com os fãs, devido ao suspense exagerado sobre a morte de personagens. E, na season finale, exibida ontem (03/04), não foi diferente. Desta vez, no episódio Last Day on Earth, após muita tensão e a grande estreia de Negan (Jeffrey Dean Morgan, de Supernatural), os telespectadores virão os créditos finais sem saber quem foi a primeira vítima do vilão e de seu taco de baseball, batizado de “Lucille”.

Na sequência dos eventos do capítulo East, a história acompanha os habitantes de Alexandria socorrendo Maggie (Lauren Cohan, de Batman vs Superman: A Origem da Justiça), devido a complicações na gravidez,e tendo que levá-la à comunidade de Hilltop, onde há médicos e equipamentos. Enquanto isso, Daryl (Norman Reedus, de Triplo 9), Michonne (Danai Gurira, de Treme), Rosita (Christian Serratos, de Crepúsculo) e Glenn (Steven Yeun, de Avatar: A Lenda de Korra) seguem com destino incerto depois de serem rendidos por Dwight (Austin Amelio, de Everybody Wants Some!!)

6ª temporada de The Walking Dead (5)

Sasha (Martin-Green), Rick (Lincoln), Eugene (McDermitt) e Abraham (Cudlitz) se deparam com os Salvadores. (Foto: Gene Page/AMC)

Durante o trajeto para a vila de Jesus (Tom Payne, de O Médico), Rick Grimes (Andrew Lincoln, de Afterlife), Carl (Chandler Riggs, de Segredos de um Funeral), Sasha (Sonequa Martin-Green, de The Good Wife), Abraham (Michael Cudlitz, de Band of Brothers), Eugene (Josh McDermitt, de Mad Men) e Aaron (Ross Marquand, de Impress Me) são emboscados pelos Salvadores por diversas vezes. A situação fica mais desesperadora quando, a cada caminho fechado, o estado de saúde de Maggie piora e a desvantagem numérica torna o combate inviável.

A trama principal somente é quebrada pela tentativa de Morgan (Lennie James, de Jericho) em convencer Carol (Melissa McBride, de O Nevoeiro) a retornar para o grupo, o que não prejudica o capítulo e ajuda a aumentar a tensão. No núcleo daqueles que rumam para Hilltop, prevalece o clima de terror e a certeza de que alguém irá se despedir de The Walking Dead muito em breve, impulsionados pela excelente atuação de Andrew Lincoln.

6ª temporada de The Walking Dead (4)

Nos segundos finais, o áudio dá pistas sobre quem sobreviveu ao ataque de Negan (Morgan). (Foto: AMC)

Numa retribuição ao ataque aos seus homens (visto em Not Tomorrow Yet), Negan prepara uma enorme armadilha para Rick e companhia, num belo trabalho da série para construir o suspense necessário para a entrada do líder dos Salvadores. Decidido a eliminar uma pessoa aleatoriamente, Negan está com a maioria das figuras importantes ao alcance de Lucille, escolhe seu alvo por meio do uni-duni-tê e o executa… Quem? Ninguém sabe.

A exemplo do mistério sobre as mortes de Glenn e Daryl, em pontos diferentes da temporada, o momento mais esperado entre os 16 episódios recentes nada revelou, pois foi narrado em 1ª pessoa – na perspectiva do assassinado. Deste modo, os fãs, que estavam certos de que a season finale seria chocante, ficaram frustrados com mais um gancho. Por outro lado, aos produtores do show, este recurso permite tempo para decidir qual personagem morrerá.

Para o futuro, The Walking Dead já trabalha na inserção da comunidade chamada O Reino.

6ª temporada de The Walking Dead (2)

Morgan (James) encontra um integrante do grupo chamado de O Reino. (Foto: Gene Page/AMC)

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.