Passageiros: Uma lição de vida… no espaço!

Quem nunca pensou que talvez não viverá o bastante para alcançar todos os seus objetivos? Ou que apenas será feliz de verdade se alcançar um status econômico, social ou afetivo diferente do qual se encontra agora? Protagonizado por Chris Pratt (Guardiões da Galáxia) e Jennifer Lawrence (Jogos Vorazes), o filme Passageiros (Passengers, EUA, 2016) utiliza uma viagem interplanetária problemática como metáfora para dizer que, enquanto cada um se preocupa demasiadamente com o futuro, “é preciso viver um pouco” o agora.

Dirigido por Morten Tyldum (O Jogo da Imitação), o longa acompanha a nave Starship Avalon, em uma viagem para o distante planeta chamado Homestead II, em que embarcaram mais de 5 mil pessoas – entre tripulantes e passageiros. Para chegar ao destino final, depois de uma jornada de 120 anos, todos os transportados são colocados em hibernação, mas algo inesperado ocorre: alguém é despertado com 90 anos de antecedência. Com isso, o mecânico Jim Preston (Pratt) se vê condenado a morrer sozinho antes de chegar à colônia espacial.

Há algo errado com a Starship Avalon! E Jim e Aurora precisam consertar a nave antes que todos morram. (Foto: Sony)

Há algo errado com a Starship Avalon! E Jim e Aurora precisam consertar a nave antes que seja tarde. (Foto: Sony)

Após 2 anos vivendo como uma espécie de “náufrago da galáxia” – período no qual o protagonista explora a Starship Avalon e tenta de tudo para retornar ao estado de estase –, Jim não tem esperanças, até descobrir que a escritora Aurora Lane (Lawrence) está a bordo… Deste modo, com sua história de ficção científica permeada por um clima de romance, Passageiros exibe similaridades com as tramas de 2001: Uma Odisseia no Espaço e A Bela e a Fera, elementos que fazem com que a produção possa ser compreendida de diversas maneiras.

De difícil execução, o novo filme da Sony Pictures não reúne mais do que 3 atores em cena, algo que poderia sobrecarregar as atuações dos astros Chris Pratt e Jennifer Lawrence, porém, ambos não demonstram dificuldade para sustentar os dramas, a ação e o humor. Ocasionalmente, surgem o androide barman Arthur (Michael Sheen, de Masters of Sex) –  servindo não somente drinques, como as melhores piadas – e também o chefe da tripulação Gus Mancuso (Laurence Fishburne, de Matrix), em participação importante e discreta.

Jim queria construir uma casa e uma vida nova fora da Terra. Aurora queria ter uma história para contar em seu livro. Mas eles só precisavam um do outro. (Foto: Sony)

Com um belo visual futurista e a música original “Levitate”, da banda Imagine Dragons, Passageiros mostra que aproveitar cada momento com a pessoa amada é mais importante do que desperdiçar a vida esperando pelo futuro.

Passageiros estreia nos cinemas nesta quinta-feira (05/01).

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.