Gabriel Dearo e Manu Digilio falam sobre sucesso de “As Aventuras de Mike”

Produtores dos canais FalAiDearo, Dearo e Manu e Operação Cinema, Gabriel Dearo e Manu Digilio já acumulam mais de nove milhões de seguidores, oferecendo conteúdos sobre humor, diversão, dicas culturais e outras formas de ver a vida cotidiana dos jovens brasileiros. Além do sucesso no YouTube, o casal tem conseguido bons resultados ao investir na literatura, com o lançamento do livro As Aventuras de Mike, que rapidamente alcançou as listas de mais vendidos e foi premiado entre os “Destaques do Ano Saraiva”.

O casal está nas fases finais de produção do seu próximo livro.

Sensíveis ao momento de distanciamento social devido à pandemia do novo coronavírus, os produtores de conteúdos conversaram conosco, do Boletim Nerd, sobre a importância da leitura neste período e contaram detalhes de sua obra literária, que atualmente registra mais de 50 mil exemplares vendidos e já estão em sua quarta edição.

Abaixo, você confere nosso bate-papo completo:

Sobre As Aventuras de Mike, como surgiu a ideia de produzir um livro?

Gabriel: Eu e a Manu temos um canal no Youtube chamado “Falaidearo”. Nesse canal postamos situações engraçadas do dia-a-dia. Com o tempo foram surgindo alguns personagens, e quando paramos para notar, acabamos criando uma família de personagens. Com essa ideia e com os personagens prontos, lançamos o livro, para mais pessoas conhecerem o Mike e sua turma!

Como foi para vocês ver o livro nas listas de mais vendidos? Esperavam tanto sucesso?

Gabriel: Foi uma felicidade incrível! Realmente, o livro As Aventuras de Mike é um dos projetos que temos que mais nos orgulhamos! A gente queria muito ver nosso livro nos mais vendidos, e conseguimos! O livro deu bastante trabalho, mas valeu a pena! E principalmente quando vemos o carinho dos fãs com o livro, a história e os personagens.

O que vocês podem contar sobre os personagens de As Aventuras de Mike?

Manu: Como o Gabriel disse, os personagens do livro são os mesmos do nosso canal “Falaidearo”, porém em formato ilustração. Vou contar um pouquinho de cada um: o Mike é um garoto de 12 anos, desastrado, nada popular e que é péssimo com as garotas, e seu melhor amigo é o Nando, o ser humano mais distraído do planeta terra. O Mike também tem uma irmã de 6 anos que adora aprontar com ele, é conhecida como “Priminha Irritante”, e no livro é explicado o porquê desse apelido. Outros personagens como a “Mãe” é tipo uma junção de todas as mães do universo e seus clichês (por exemplo, leva o casaco, na volta a gente compra). O “Pai” deles adora gambiarras e Robson é a capivara de estimação desta família.

Nesse momento de distanciamento social, qual a importância da leitura?

Gabriel: Estamos passando muito tempo em nossas casas com o isolamento e distanciamento social, e creio que a leitura pode ser boa em duas coisas muito importantes: a primeira, porque na leitura conhecemos novas histórias, novos personagens, e nos conectamos, o que estimula muito nossa criatividade. A segunda coisa é que aprendemos muito com a leitura. Temos a chance de sair dessa quarentena muito mais preparados e com novos ensinamentos através da leitura.

Por falar nisso, como vocês estão passando por esse período de quarentena?

Manu: É um período muito delicado não só para o nosso país. Um momento em que o mundo precisa de união. Eu e o Gabriel estamos trabalhando de casa, e a nossa equipe também. Basicamente, nossa rotina se resume em produzir os vídeos, assistir alguns cursos online, séries e filmes, ler muito, e cuidar da casa.

Por fim, já estão pensando em um próximo livro?

Manu: Sim, inclusive estamos na reta final em terminá-lo e sou suspeita em dizer, mas está ficando tão legal quanto o primeiro.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.