As 10 melhores séries de super-heróis de 2016

Para os fãs das aventuras dos super-heróis das histórias em quadrinhos, o ano de 2016 apresentou opções variadas na televisão, com atrações inspiradas nos gibis das editoras Marvel, DC Comics, Vertigo, Image Comics e IDW Publishing. Nos últimos 365 dias, o público pôde acompanhar os excepcionais retornos de Demolidor e The Flash, as estreias promissoras de Luke Cage, Preacher e DC’s Legends of Tomorrow, e ver novamente Arrow e Agents of S.H.I.E.L.D. vivendo altos e baixos.

Neste ano, as séries da Marvel e DC Comics investiram na inclusão de personagens e acontecimentos populares entre os leitores de HQs, como a presença do Justiceiro em Demolidor, a aparição do Super-Homem em Supergirl e a adaptação de Ponto de Ignição em The Flash, por exemplo. Mas, se você procura por produções diversificadas, Powers e seu conflito caótico entre heróis e vilões e Marvel’s Agent Carter, apostando em um visual de época, foram alguns dos programas disponibilizados na TV.

Na interpretação de Jon Bernthal, o Justiceiro foi destaque da 2ª temporada de Demolidor. (Foto: Netflix)

Na interpretação de Jon Bernthal, o Justiceiro foi o destaque da 2ª temporada de Demolidor. (Foto: Netflix)

Considerando apenas as séries, temporadas e seus respectivos episódios lançados neste ano, o Boletim Nerd preparou a lista das 10 melhores séries de super-heróis de 2016. Confira!

1 – The Flash

Ambiciosa, a série do Velocista Escarlate não só proporcionou uma viagem pela dimensão paralela chamada Terra-2 em sua segunda temporada, como abriu seu terceiro ano com a adaptação da saga “Flashpoint” (“Ponto de Ignição”, em português). Além do carisma de seus personagens, referências nerds e momentos sombrios vivenciados por Barry Allen (Grant Gustin, de Glee), The Flash adicionou Jesse Quick (Violett Beane, de The Leftovers) e Kid Flash/Wally West (Keiynan Lonsdale, de A Série Divergente: Insurgente) ao seu time de heróis.

Mesmo vários vilões, crossovers etc., The Flash tem promovido momentos emocionantes na vida de Barry Allen. (Foto: The CW)

Mesmo com os vários vilões e crossovers, The Flash tem promovido momentos emocionantes na vida de Barry Allen. (Foto: The CW)

Leia a análise completa da 2ª temporada de The Flash:

2ª temporada: The Flash é a série que melhor representa a DC Comics

No Brasil, The Flash é transmitido pelo Warner Channel.

2 – Demolidor

Depois de apresentar Matt Murdock (Charlie Cox, de Stardust: O Mistério da Estrela), o Demolidor, os seus principais aliados, Foggy Nelson (Elden Henson, de Efeito Borboleta) e Karen Page (Deborah Ann Woll, de True Blood) e os perigos de Hell’s Kitchen, a série original Netflix se aprofundou no repertório dos quadrinhos do Homem Sem Medo. Mais pesada e profunda, a segunda temporada da atração concentrou-se nas introduções do Justiceiro/Frank Castle (Jon Bernthal, o Shane, de The Walking Dead) e da ninja assassina Elektra (Elodie Yung, de G.I. Joe: Retaliação).

Em 2016, Hell’s Kitchen recebeu as visitas do Justiceiro e Elektra. (Foto: Netflix)

Em 2016, Hell’s Kitchen recebeu as visitas do Justiceiro e Elektra. (Foto: Netflix)

Leia a análise completa da 2ª temporada de Demolidor:

2ª temporada: Demolidor continua sendo a melhor adaptação de HQs

3 – Luke Cage

Um manifesto contra as tensões raciais nos EUA, o programa exclusivo da Netflix exibiu inúmeras homenagens a ícones da cultura negra e criticou os conflitos entre policiais e cidadãos afro-americanos. Somada a essa postura engajada está uma história de super-herói ambientada ao cenário urbano, no qual os principais vilões são mafiosos, traficantes, políticos corruptos e cafetões. Em um elenco majoritariamente negro, destaque para Mike Colter (The Good Wife) na primeira interpretação de Luke Cage em live-action.

À prova de balas, Luke Cage faz o que é preciso para ver o Harlem seguro novamente. (Foto: Netflix)

À prova de balas, Luke Cage faz o que é preciso para ver o Harlem seguro novamente. (Foto: Netflix)

Leia a análise completa da 1ª temporada de Luke Cage:

Luke Cage: 1ª temporada exalta a cultura negra e foca a tensão racial nos EUA

4 – Preacher

Politicamente incorreta e extremamente visceral, Preacher foi lançada pelo canal estadunidense AMC (mesma emissora de The Walking Dead) e acertou em cheio na captação da essência dos quadrinhos da dupla Garth Ennis e Steve Dillon. Com Dominic Cooper (Capitão América: O Primeiro Vingador), Joseph Gilgun (Misfits) e Ruth Negga (Warcraft: O Primeiro Encontro de Dois Mundos), respectivamente, como Jesse Custer, Cassidy e Tulipa, o seriado teve sua estreia funcionando como uma espécie de prólogo para a jornada das HQs.

Com Preacher, os fãs do selo Vertigo ganharam uma excelente opção na TV! (Foto: Lewis Jacobs/AMC)

Com Preacher, os fãs do selo Vertigo ganharam uma excelente opção na TV! (Foto: Lewis Jacobs/AMC)

5 – Supergirl

Em seu segundo ano, a Garota de Aço trocou o canal norte-americano CBS pelo The CW (exibidor de Arrow, The Flash e DC’s Legends of Tomorrow) e, com isso, obteve renovação e uma 2ª temporada completa (que terá 22 episódios). Sensível, mas poderosa, Supergirl vem trabalhando questões como feminismo e homossexualismo, assim como tramas de ficção científica envolvendo alienígenas. Como bônus, Superman (Tyler Hoechlin, de Teen Wolf), Caçador de Marte (David Harewood, Homeland) e a atriz Lynda Carter (estrela da série Mulher-Maravilha, de 1975) têm participado.

Já na 2ª temporada, Supergirl encontrou seu primo, o Superman! (Foto: The CW)

Já na 2ª temporada, Supergirl encontrou seu primo, o Superman! (Foto: The CW)

Leia a análise completa da 1ª temporada de Supergirl:

1ª temporada: Cativante, divertida e poderosa, Supergirl mereceu a renovação

No Brasil, Supergirl é transmitida pelo Warner Channel.

6 – Wynonna Earp

Aparentemente despretensiosa, Wynonna Earp é baseada na série de quadrinhos concebida pelo roteirista Beau Smith, em 1996, e estreou sem muito alarde na grade do canal Syfy dos Estados Unidos. Na trama, a tataraneta do xerife Wyatt Earp precisa acabar com os demônios que invadiram a pequena cidade de Purgatory para se ver livre de uma maldição que assola sua família. Com piadas ruins e efeitos especiais limitados, a atração conquista pelo carisma de Melanie Scrofano (Jogos Mortais 6) como a problemática Wynonna.

Desbocada, Wynonna Earp usa uma arma lendária para acabar com as atividades demoníacas no Oeste dos EUA. (Foto: Syfy)

Wynonna Earp usa uma arma lendária para acabar com as atividades demoníacas no Oeste dos EUA. (Foto: Syfy)

7 – Arrow

É inegável que a quarta temporada de Arrow foi um dos piores vilões do Arqueiro Verde. Enquanto o seriado apostava em histórias de cunho místico, Oliver Queen (Stephen Amell, de As Tartarugas Ninja: Fora das Sombras) e companhia foram vítimas das péssimas escolhas da produção, tramas desgastantes e um total erro no tom do programa. Porém, na 5ª temporada, houve uma reviravolta: a série retomou a atmosfera séria e urbana de investigação criminal. Com uma bela homenagem em seu 100º episódio e a presença de um novo time de heróis, Arrow promete se recuperar em 2017.

Além do Espartano, o time do Arqueiro agora conta com Cão Raivoso, Senhor Incrível, Ártemis e Retalho. (Foto: The CW)

O time do Arqueiro agora conta com Cão Raivoso, Senhor Incrível, Ártemis e Retalho. (Foto: The CW)

Leia a análise completa de 4ª temporada de Arrow:

4ª temporada: Arrow segue em queda livre

No Brasil, Arrow é transmitido pelo Warner Channel.

8 – DC’s Legends of Tomorrow

Uma viagem pelo histórico dos quadrinhos da DC Comics, DC’s Legends of Tomorrow reúne uma equipe formada por excluídos e desajustados (a maioria apresentada em Arrow e Flash), numa mistura de ficção científica e comédia. Embora seja irregular entre um capítulo e outro, a aventura das “Lendas do Amanhã” se destaca pelos efeitos especiais, episódios ambientados a épocas diferentes e a possibilidade de ter um grupo de super-heróis com alta rotatividade. Entre os destaques estão as participações da Sociedade da Justiça da América e Jonah Hex (Johnathon Schaech, de Assalto ao Poder).

A equipe das Lendas do Amanhã foi reforçada por Vixen e Cidadão Gládio. (Foto: The CW)

A equipe das Lendas do Amanhã foi reforçada por Vixen (Maisie Richardson-Sellers) e Cidadão Gládio (Nick Zano). (Foto: The CW)

Leia a análise completa da 1ª temporada de DC’s Legends of Tomorrow:

1ª temporada: Legends of Tomorrow viaja pelo histórico das HQs da DC Comics

No Brasil, DC’s Legends of Tomorrow é transmitido pelo Warner Channel.

9 – Gotham

Uma série policial com alguns dos principais personagens das HQs do Batman, Gotham tem investido pesado em mostrar ao público toda a criminalidade, loucura e violência presente na cidade do Homem-Morcego. Sem a presença do aspirante a Coringa na metade da 2ª temporada e início da terceira, o seriado consegue empolgar em episódios esporádicos, estrelados por vilões como Senhor Frio, Azrael, Chapeleiro Louco e a Corte das Corujas, mas continua deixando a desejar na construção de um arco para ser narrado a longo prazo.

Gotham City foi tomada pelos vilões! (Foto: DC Comics)

Gotham City foi tomada pelos vilões! (Foto: DC Comics)

Leia a análise completa da 2ª temporada de Gotham:

Vilões dominam a 2ª temporada de Gotham

No Brasil, Gotham é transmitida pelo Warner Channel.

10 – Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D.

Entre a terceira e a quarta temporada, Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D. já demonstra estar desgastada por focar somente na Hydra e nos Inumanos (com Raio Negro e companhia, Marvel’s The Inhumans chega em 2017), com tramas genéricas e quase sempre previsíveis. Cada vez mais distante dos acontecimentos do Universo Cinematográfico Marvel, a série dos Agentes da S.H.I.E.L.D. parece apostar suas últimas fichas no novíssimo Motoqueiro Fantasma/Robbie Reyes (Gabriel Luna, de Matador). E não é que o Ghost Rider tem levado a vingança aos críticos?!

O Espírito de Vingança tem ajudado a subir o nível de Agents of S.H.I.E.L.D.. (Foto: Marvel)

O Espírito de Vingança tem salvado Agents of S.H.I.E.L.D. da danação. (Foto: Marvel)

Leia a análise completa da 3ª temporada de Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D.:

Agents of S.H.I.E.L.D. foca nos Inumanos e mostra melhora na 3ª temporada

No Brasil, Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D. é transmitido pelo Canal Sony.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.