Apocalíptico, “O Último Cavaleiro” busca explicar a mitologia de Transformers

Heróis e vilões gigantes e ação frenética filmada em IMAX: confere. Cenário pós-apocalíptico: ok. Cavaleiros dos tempos do Rei Arthur: presentes. Com uma premissa bastante interessante, Transformers: O Último Cavaleiro (Transformers: The Last Knight, EUA, 2017) é o quinto filme da franquia inspirada na linha de brinquedos fabricados pela Hasbro. Novamente dirigido por Michael Bay (no comando desde o início, em 2007), o longa reúne os personagens clássicos e inéditos, inserindo-os numa trama com viés épico e diante de uma ameaça que pode levar o mundo ao fim.

Yeager deve evitar que Cybertron funda-se a Terra, formando o chamado Unicron. (Foto: Paramount Pictures)

No cenário em que o blockbuster se estabelece, os robôs alienígenas continuam caindo dos céus, enquanto os governos terráqueos tentam dizimá-los com a força paramilitar TRF. Sendo assim, o enredo engrena apenas quando Cade Yeager (Mark Wahlberg, de Horizonte Profundo: Desastre no Golfo) recebe uma relíquia de um Transformer antigo, no que inicia uma espécie de profecia que remete aos cavaleiros da Távola Redonda. Enquanto isso, Quintessa (Gemma Chan, de Humans), uma suposta divindade de Cybertron (o planeta Transformer), deseja fazer da Terra seu novo lar.

O dragão de 3 cabeças é uma das coisas mais legais de "O Último Cavaleiro". (Foto: Paramount Pictures)

O dragão de 3 cabeças é uma das coisas mais legais de “O Último Cavaleiro”. (Foto: Paramount Pictures)

A medida que o quebra-cabeças vai se encaixando, Transformers: O Último Cavaleiro concentra-se na corrida entre Autobots e Decepticons para adquirir a arma extraterrestre que ficou conhecida como o Cajado de Merlin, para assim, respectivamente, ajudar a salvar a humanidade ou dar poder à vilã. Na luta para evitar que a Terra vire o chamado Unicron, surgem novas faces, como a adolescente Izabella (Isabela Moner, de Dora e seus Amigos na Cidade), a estudiosa Vivian Wembley (Laura Haddock, de Guardiões da Galáxia) e Sir Edmund Burton (Anthony Hopkins, de Thor).

Sob o olhar do mordomo Cogman, a professora Wembley deve assumir seu papel na profecia como heroína da Terra. (Foto: Paramount Pictures)

Trazendo novos eventos e velhas rivalidades, o longa-metragem, em 2h29min, oferece ao público uma experiência de imersão na mitologia dos Transformers e celebra o histórico da saga nas telonas, com as voltas de Optimus Prime, Bumblebee, William Lennox (Josh Duhamel, de Las Vegas), Agente Simmons (John Turturro, de The Night Of) e o General Morshower (Glenn Morshower, de Supergirl), além da rápida participação de Stanley Tucci (Jogos Vorazes) interpretando o “mago” Merlin e de uma menção a Sam Witwicky (Shia LaBeouf, de Corações de Ferro).

A luta entre Optimus Prime e Bumblebee demonstra o potencial visual do filme. (Foto: Paramount Pictures)

Com 1 cena pós-créditos, Transformers: O Último Cavaleiro promete ser um divisor de águas para a franquia cinematográfica que completa uma década neste ano – mesmo que esteja longe de ser o melhor episódio da série.

Transformers: O Último Cavaleiro está em cartaz desde 20 de julho.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.