Alien 40 anos: os melhores e piores games do xenomorfo

Alien é, sem dúvidas, um sucesso multiplataforma. Já vimos os curtas feitos para comemorar os 40 anos de lançamento de Alien, o Oitavo Passageiro e as HQs que expandem o sucesso do xenomorfo para além das telas. Mas, há outra mídia onde os monstrengos apareceram com frequência: os games.

Das mais fiéis até as que trazem, digamos, “liberdades criativas”, as incursões da criatura nos jogos interativos vêm divertindo e assustando jogadores em igual medida desde que a franquia se estabeleceu. Vamos relembrar algumas?

Aliens (1990)

Feito no estilo Metal Slug, o game de plataforma tem ambientação inspirada em Aliens, o Resgate e saiu para arcades. Esse Alien de fliperama trazia armas parecidas com aquelas empunhadas por Ripley no longa de 1986 e xenomorfos de diversos tipos – e cores – que iam dos mais clássicos até os mais exóticos – como um em forma de aranha, por exemplo. Todos disparando magia, claro.

Alien 3 (1992)

Criado para os consoles da geração 16 bits – leia-se Mega Drive e Super NES –, o jogo exibia jogabilidade desafiadora e um belo visual para a época. Inspirado pelo filme homônimo, Aliens 3 trazia a protagonista Ripley de cabelo raspado e a prisão Fiorina “Fury” 161 como cenário. Com Aliens ágeis e bem desenhados, a principal diferença em relação ao longa é a presença de armas de fogo na mão da personagem.

Alien vs. Predator (1994)

O duelo entre os dois monstros espaciais da Fox também foi parar no arcade. Com estilo cartunesco, Alien vs. Predator deixava o jogador no controle de humanos e Predadores com enorme arsenal para dar fim a uma infestação de Aliens. Seu traço cyberpunk e a característica jogabilidade característica dos arcades caíram como luva, assim como elementos do segundo filme – o enorme carro blindado, sempre em estágios cheios de adrenalina, é exemplo disso.

Alien Trilogy (1996)

Na geração seguinte, muito se esperava um jogo do Alien fosse mais do que divertido e desafiador. Se é da criatura, precisa dar medo, e esse foi um objetivo atingido com sucesso em Alien Trilogy. Criado para PlayStation 1, o game com ambientação 3D e jogabilidade em primeira pessoa trouxe inspiração dos três primeiros filmes da saga (com peso maior para o segundo, por conta de sua temática de guerra). E nada de Aliens soltando magia, mas, sim, saltando com unhas e dentes afiados de cantos escuros.

Predator: Concrete Jungle (2005)

O jogo centrado na mitologia do Predador é um dos mais divertidos para o PlayStation 2. Em uma cidade futurista, o jogador tem todo o arsenal do caçador mais mortal da galáxia para completar missões em terceira pessoa. E claro que o Alien não poderia ficar de fora. Na fase “Bug Hunt”, o Predador está invadindo o prédio de uma grande corporação atrás de seu alvo quando encontra um horda de Aliens. Só mesmo com muita habilidade pra eliminar o ninho e sair vivo.

Alien versus Predator (2007)

As criaturas voltaram a se encontrar no PlayStation 3, num game que volta ao FPS. A história pega referências de AVP, como a pirâmide de civilização antiga e mistura com os Marines de Aliens, o Resgate. A novidade a é  a possibilidade de jogar como Alien (bem como humano e o Predador também). No controle da criatura, você tem objetivos específicos, como incubar adversários e usar as habilidades do xenomorfo, de subir paredes e usar a lâmina da ponta da cauda para estourar lâmpadas.

Aliens: Colonial Marines (2013)

Muito aguardado por conta de AVP, Colonial Marines veio com muita pompa e circunstância ainda no estilo de tiro em primeira pessoa. Com versões para PC, Xbox e PS3, o jogo apanhou da crítica por conta dos gráficos e da jogabilidade, encerrando ali uma ideia que parecia  promissora: uma sequência oficial de Aliens, o Resgate em forma de videogame (com modo cooperativo online no qual era possível até jogar com os Aliens).

Alien Isolation (2014)

O ótimo Alien Isolation chegou com versões para PS3, Xbox e PS4 apostando no terror claustrofóbico do primeiro filme. Sucesso! Na pele de Amanda Ripley, filha da protagonista da franquia, o jogador – em primeira pessoa mais uma vez – circula por uma estação espacial desativada em busca de pistas do paradeiro da mãe. Ainda é preciso enfrentar (e se esconder) de um Alien praticamente imortal a qualquer arma que você tenha acesso.

Nada menos que um verdadeiro festival de sustos.

Mortal Kombat X (2015)

Mortal Kombat X levou o monstro a um novo patamar. Disponível – junto com o Predador – como lutador para o modo Versus, o Alien do jogo traz o visual e tudo aquilo que imaginamos e ainda as lâminas de pulso de outro personagem da franquia de luta. Sim, o Alien de MK X incubou um dos seres nômades da espécie de Baraka. Já imaginou o estrago? Se não, clica aí no vídeo e assista à sangrenta campanha do bicho com direito a todos os Fatalities.

Alien Blackout (2019)

Neste ano, um novo jogo do Alien foi anunciado. Novamente estrelado por Amanda Ripley, Alien Blackout é exclusivo para celulares, saiu em janeiro e não foi exatamente bem recebido pelos fãs. Agora, com a compra da Fox, espera-se que a Disney dê atenção especial para esse lado da franquia. Que venham mais games dos xenomorfos com muita ação e histórias dignas da franquia.

Comentários
Carlos Bazela

Carlos Bazela

Jornalista e leitor compulsivo, gosta de cerveja, café e chá preto não necessariamente nessa ordem. Fã de boas histórias, principalmente daquelas contadas por meio de desenhos e balões.

Comentários estão fechados.