Voldemort: Origins of the Heir é o Fã-Filme-Que-Deve-Ser-Assistido

Um dos maiores vilões da história da literatura e cinema, Lorde Voldemort foi literalmente o pesadelo de Harry Potter, de toda a comunidade bruxa do universo da autora britânica J. K. Rowling e de seus leitores por anos e anos. Porém, você sabe quando e como o chamado Lorde das Trevas deixou de ser Tom Marvolo Riddle para se tornar Aquele-Que-Não-Deve-Ser-Nomeado? Para responder as perguntas deixadas pela série de fantasia juvenil, o filme feito por fãs Voldemort: Origins of the Heir foi lançado em 13 de janeiro no YouTube.

Não-oficial e sem qualquer ligação com as adaptações produzidas pela Warner Bros. Pictures, o título, que tem direção e roteiros assinados por Gianmaria Pezzato, contou com um orçamento de 15 mil euros – o equivalente a 59 mil reais, arrecadado através de uma campanha de financiamento coletivo. Com o projeto, uma dedicada equipe de potterheads apresenta uma história que funciona como prólogo para as histórias contadas pelos sete livros e oito filmes da mais famosa franquia de magia e bruxaria da história da cultura pop.

Como nos livros, Voldemort busca o diário de Tom Riddle e a Taça de Helga Lufa-Lufa. (Foto: Tryangle Films)

Em 53min de duração, Voldemort: Origins of the Heir tem seu enredo estabelecido em dois períodos. O primeiro, situado em flashback, tem Tom Riddle ainda na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts – como um aluno brilhante e ambicioso, com uma perigosa propensão às Artes da Trevas. Já no segundo momento, a obra mostra Lord Voldemort já consolidado e buscando as últimas Horcruxes (itens que hospedam pedaços da alma de um bruxo das trevas, como visto em Harry Potter e o Enigma do Príncipe e As Relíquias da Morte) para tornar-se imortal.

Produzido pela Tryangle Films, Voldemort: Origins of the Heir chega adotando um tom sombrio e intenso digno do antagonista que assombrou gerações – especialmente quando personificado pelo ator Ralph Fiennes nas telonas. Aprofundando-se nas relações de Riddle (Stefano Rossi), o longa detalha a rixa do antagonista com Grisha McLaggen (Aurora Moroni/Maddalena Orcali), Wiglaf Sigurdsson (Stefan Chanyaem/Andrea Baglio) e também com Lázaro Smith (Rorie Stockton), respectivamente, herdeiros de Godric Gryffindor, Rowena Ravenclaw e Helga Hufflepuff.

À direita, Grisha nutre interesse amoroso por Tom Riddle. (Foto: Tryangle Films)

Com uma história bem contada numa pegada investigativa, o fan film consegue traduzir o terror de Lorde Voldemort, viajando pela sua personalidade perturbada e obsessão por relíquias, além de acompanhar os primeiros atos do herdeiro de Salazar Slytherin como Você-Sabe-Quem. Numa análise geral, as atuações do elenco não deixam a desejar e a qualidade dos efeitos especiais usados nos feitiços e aparatações é no mínimo elogiável.

Abaixo, você pode assistir a Voldemort: Origins of the Heir no idioma original (e sem legendas):

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.