“Mudamos para dar uma nova experiência aos fãs”, diz produtor de Bumblebee

A convite da Paramount Pictures, a reportagem do Boletim Nerd o painel de Bumblebee (leia a crítica) na CCXP 2018. Em um bate-papo com o produtor do filme, Lorenzo di Bonaventura, e os dubladores Guilherme Briggs (Optimus Prime) e Paolla Oliveira (Shatter, a vilã) – que atuam na versão brasileira –, pudemos entender o que motivou Transformers a seguir um caminho diferente. “Mudamos porque queríamos oferecer uma nova experiência ao público, pois vínhamos fazendo o mesmo há algumtempo”, disse Bonaventura.

Depois de emprestar sua voz para o líder dos Autobots na quintologia de Transformers, Briggs garante ter sentido uma necessidade de mudança na saga. “Entendo o estilo do diretor Michael Bay, mas Transformers precisava de algo mais nostálgico, mais humano”, declarou o dublador. “Sempre quis que Transformers fosse colocado nos anos 1980, com a roupagem clássica do desenho animado”, prosseguiu ele, referindo-se a Transformers: Generation 1. Aparentemente, Travis Knight, cineasta responsável por Bumblebee compartilha tal opinião.

Charlie ajuda Bumblebee a se proteger dos perigos da Terra. (Foto: Paramount)

“O diretor [Travis Knight] teve muito contato com Transformers quando criança e queria trazer essa inocência para Bumblebee”, comentou Lorenzo di Bonaventura, que também o spin-off da franquia realmente buscou o design original da série animada. Para o produtor, o filme, que estreia em 25 de dezembro nos cinemas do Brasil, realmente consegue atingir o tom desejado. “Há essa grande busca por identidade. Enquanto Bumblebee é um alienígena perdido na Terra, a protagonista, Charlie, é uma adolescente deslocada que também tenta descobrir seu lugar”, explicou.

Por ter sua história situada em 1987, Bumblebee não só traz referência a produções que fizeram sucesso na época – como a obra de Steven Spielberg e o terror de Stephen King –, como também revência os hits da época. “Foi divertido fazer a trilha sonora de Bumblebee porque todo mundo tem opiniões diferentes sobre as melhores músicas da década de 80, e a gente sempre se perguntava qual seria a próxima a tocar”, contou Lorenzo.

Um novo começo para Transformers, Bumblebee foi recebido com carinho pelo público da CCXP 2018.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.