Alice Através do Espelho reforça o protagonismo feminino no cinema

Sequência do filme lançado em 2010, Alice Através do Espelho (Alice Through the Looking Glass, EUA, 2016) é a principal estreia desta semana nas salas de cinema do Brasil. Com Mia Wasikowska (A Colina Escarlate) voltando ao papel de Alice Kingsleigh e Tim Burton (Alice no País das Maravilhas) atuando na produção, o longa perde o frescor da trama original e abandona seu clima sombrio, mas aposta em uma jovem heroína corajosa, decidida e independente. Saiba mais sobre a personalidade de Alice no vídeo abaixo:

Inspirado na obra de Lewis Carroll, o título mostra Alice lutando pela sua carreira como capitã de uma embarcação, função na qual ela demonstra habilidades excepcionais. Entretanto, a garota decide retornar para o País das Maravilhas quando descobre que o Chapeleiro Maluco (Johnny Depp, de Piratas do Caribe: A Maldição do Pérola Negra) sofre de uma doença misteriosa, que lhe causa rápido envelhecimento e amargura.

Recepcionada pela Rainha Branca (Anne Hathaway, de Interestelar), Coelho Branco (Michael Sheen, de Masters of Sex), Gato Risonho (Stephen Fry, de O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos), Tweedledee e Tweedledum (Matt Lucas, de Gnomeu e Julieta) e Absolem (Alan Rickman, o Professor Snape, de Harry Potter), Alice se voluntaria para confrontar o Tempo (Sacha Baron Cohen, de Borat) em pessoa, buscando salvar seu melhor amigo de uma antiga aflição.

Alice (Mia Wasikowska) and Absolem (the voice of Alan Rickman) converse in Disney's ALICE THROUGH THE LOOKING GLASS, an all new adventure featuring the unforgettable characters from Lewis Carroll's beloved stories.

Dublando Absolem, Alan Rickman tem seu último trabalho em Alice Através do Espelho. (Foto: Disney)

Diferente de Alice no País das Maravilhas, a produção não conta mais com o tom de apresentação e, por isso, apoia-se nas relações previamente construídas, mergulha numa viagem temporal pelo incrível e vasto histórico de Wonderland – um acerto que traz a tona diversas curiosidades –, apresenta diálogos repletos de jogos de palavras e efeitos especiais, figurinos e maquiagens de primeira, assim como metáforas sobre o tempo. Porém, o roteiro é previsível e não empolga.

Dirigido por James Bobin (Os Muppets), Alice Através do Espelho se destaca pela forte presença feminina, uma vez que Alice é inteligente, autêntica e não precisa de par romântico, e pelo fato de a Rainha de Copas (Helena Bonham Carter, de Harry Potter e a Ordem da Fênix) ser aquela que impõe suas vontades sobre a personificação masculina do Tempo. Além disso, na trilha sonora, estão as faixas Just Like Fire e White Rabbit, ambas interpretadas pela roqueira Pink.

Alice Através do Espelho estreia nesta quinta-feira (26/05) nos cinemas.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.