8ª temporada: The Walking Dead tem guerra contra Negan e visão do futuro

Com a estreia da 8ª temporada de The Walking Dead, que aconteceu no úlitmo domingo (22/10) – em transmissão do Canal FOX –, os fãs da saga de zumbis criada por Robert Kirkman, enfim, puderam conferir os desdobramentos do arco “All Out War” (“Guerra Total”, em tradução). Sendo assim, no episódio “Mercy”, as comunidades de Alexandria, Hilltop e The Kingdom são apresentadas trabalhando juntas – como na season finale anterior – no confronto diante de Negan (Jeffrey Dean Morgan, de Supernatural) e aos Salvadores, numa narrativa não linear.

Rick se prepara para seguir Maggie após acertar as contas com Negan. (Foto: Gene Page/AMC)

A trama deste primeiro capítulo transcorre em pelo menos três períodos diferentes, um na sequência de The First Day of the Rest of Your Life, outro no presente – em que a aliança avança contra o Santuário dos Salvadores – e mais um aparentemente em um futuro próximo – com Rick Grimes (Andrew Lincoln, de Simplesmente Amor) num momento de sofrimento. Uma proposta audaciosa, essa distribuição da história em tempos diferentes trouxe poucas cenas efetivamente aproveitáveis para uma legião de telespectadores que espera por novidades desde abril.

Duas forças irrefreáveis, Carol e Daryl voltam a trabalhar juntos. (Foto: Gene Page/AMC)

Apesar disso, a nova fase de The Walking Dead vem reforçando a ideia de expansão de mundo, com Rick no comando de Alexandria, Maggie Greene (Lauren Cohan, de Boneco do Mal) e Jesus (Tom Payne, de O Médico) representando Hilltop e o Rei Ezekiel (Khary Payton, de Os Jovens Titãs em Ação!) trazendo seus seguidores d’O Reino. Deste modo, com a integração de núcleos, o vilão Negan é surpreendido por 3 facções batendo literalmente em sua porta para desafiá-lo junto aos seus cinco generais – o ponto alto da première do oitavo ano da série original do canal AMC.

Quem será o novo personagem avistado por Carl? (Foto: AMC)

Além do completo desperdício de munição de Rick e companhia, o que mais chama atenção neste episódio é a preparação de Maggie e Carl Grimes (Chandler Riggs, de Pacto Maligno) para liderar, nas palavras de Rick e Michonne (Danai Gurira, escalada para Pantera Negra). O capítulo ainda tem uma megaoperação com Carol (Melissa McBride, de Dawson’s Creek), Daryl (Norman Reedus, de Santos Justiceiros), Morgan (Lennie James, de Blade Runner 2049) e Tara (Alanna Masterson, de Mistresses) conduzindo uma horda de walkers aos portões de Negan.

A visão de Rick mais velho pode representar a esperança de um sonho realizado ou um agouro de morte. (Foto: AMC)

Dirigido por Greg Nicotero (produtor executivo do spin-off Fear the Walking Dead), “Mercy” está longe de ser o melhor de The Walking Dead, mas instiga com um “flashfoward” (avanço no tempo), em que Rick aparece velho e de bengala – algo que, nos quadrinhos, é visto somente após a Guerra Total e antes da saga dos Sussurradores. Por fim, fica o gancho para o teste de fé encarado pelo Padre Gabriel Stokes (Seth Gilliam, de The Wire), preso num trailer com Negan e cercado por mortos-vivos…

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.