“Valerian não é um filme de super-herói americano”, diz o diretor Luc Besson

Fechando a turnê de divulgação de Valerian e a Cidade dos Mil Planetas, o diretor Luc Besson (O Quinto Elemento) e o ator Dane DeHaan (Poder Sem Limites) vieram ao Brasil para participar da pré-estreia da superprodução lançada pela Diamond Films. Em sua vinda ao País, a dupla também concedeu uma entrevista coletiva, atendendo a imprensa no Palácio Tangará, em São Paulo, ocasião em que falaram sobre como foi adaptar os quadrinhos de Valerian, curiosidades sobre a produção e trabalhos com Rihanna e Cara Delevingne (Cidades de Papel).

“Valerian [e a Cidade dos Mil Planetas] não é um filme de super-herói americano, que chega para enaltecer a supremacia dos Estados Unidos”, afirma Besson, garantindo que o sci-fi que estreia nos cinemas brasileiros no dia 10 de agosto não segue os estereótipos dos populares blockbusters atuais. “Aqui, Valerian não está tentando salvar o mundo. Ele não é heroico, faz piadas ruins”, continua o cineasta. Deste modo, o que será visto pelo público a partir da próxima quinta-feira é a história de ”um cara e uma garota”. “Ele tem que aprender o valor do amor”, explica Besson.

O diretor Luc Besson afirma que não sabia que Rihanna é cantora e que só depois do casting foi conhecer seus álbuns. (Foto: Diamond Films)

Prometendo algo diferente dos títulos da Marvel e DC Comics, Valerian aposta numa protagonista repleto de desvios de caráter e numa heroína forte que preza pela ética. “Valerian não seria nada sem Laureline [personagem vivida por Cara Delevingne]”, conta DeHaan, sobre a relação da dupla de agentes espaciais. “Preciso de uma mulher forte na minha vida. Não sou o Thor”. Fã das HQs de Valerian desde criança, Luc Besson tinha uma visão definida de Laureline. “Não vejo como uma Bond Girl, mas alguém forte no coração e mente.”

A presença de duas novatas no elenco não passou despercebida no bate-papo. Quando questionados sobre como foi gravar com Rihanna e Cara Delevingne, Luc Besson e Dane DeHaan não foram só elogios. “Conheci a Rihanna no casting. Ela me explicou que estava começando, e a coisa mais curiosa que aconteceu foi que correu tudo normal”, revela Besson. Sobre Delevingne, o diretor que lançou Milla Jovovich e Natalie Portman foi enfático: “Cara não é uma modelo. Para mim, ela é uma atriz nata”. E Dane DeHaan completou: “Rihanna e Cara são incríveis.”

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado) em 2013 e fundador do Boletim Nerd. Realizou a cobertura da CCXP, Brasil Game Show e Campus Party e do lançamento de Logan, Mulher-Maravilha e Homem-Aranha: De Volta ao Lar.

Comentários estão fechados