Uma Dobra no Tempo: Luz e sombras numa aventura sobre autoaceitação

Baseado do conto infantil homônimo publicado pela norte-americana Madeleine L’Engle, em 1962, o filme Uma Dobra no Tempo (A Wrinkle in Time, EUA, 2018) estreou nos cinemas brasileiros no dia 29 de março, como a nova aposta dos estúdios Walt Disney para conquistar crianças e adolescentes. Dirigido pela indicada ao Oscar Ava DuVernay (Selma: Uma Luta Pela Igualdade), o longa conta com uma trama de aventura e fantasia, que traz bonitas mensagens sobre autoaceitação e a presença da apresentadora Oprah Winfrey entre o elenco principal.

No roteiro adaptado, a garota Meg (Storm Reid, de 12 Anos de Escravidão) sofre com o desaparecimento de seu pai, o cientista Alex Murry (Chris Pine, de Mulher-Maravilha), enquanto lida os problemas de seu irmão caçula, Charles Wallace (Deric McCabe, de Stephanie), e mãe, Kate (Gugu Mbatha-Raw, de Um Homem Entre Gigantes), além de ser vítima de bullying em sua escola. No entanto, tudo muda com a chegada das Senhoras Queé (Reese Witherspoon, de Johnny & June), Quem (Mindy Kaling, de The Office) e Qual (Oprah).

Luz e sombras duelam em uma história sobre autoaceitação. (Foto: Disney)

Para resgatar seu pai, Meg e Charles Wallace – com a ajuda de suas poderosas benfeitoras e de Calvin (Levi Miller, de Peter Pan), um colega de escola – iniciam uma busca em outras dimensões através de uma dobra no tempo conhecida como tessering. Contudo, o grupo descobre que Alex Murry chegou a Camazotz, um mundo dominado por “A Coisa” – criatura maléfica que aproveita das brechas para contaminar o coração de todos com sentimentos ruins. Sendo assim, o grupo precisa encarar seus maiores medos e defeitos para salvar o dia.

Em 1h49 de duração, a produção da Walt Disney Studios aborda, com bastante sensibilidade, em assuntos importantes, como a autoaceitação, o bullying e a superação de traumas. Porém, como uma aventura de fantasia e ficção científica, a obra tem dificuldades para cativar as crianças – devido à complexidade do enredo – e problemas que também afastam os adultos, como as atuações fraquíssimas.

Uma Dobra no Tempo está em cartaz nos cinemas brasileiros desde 29 de março.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. É colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.