Sessão Retrô: O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro (2014)

Sequência do universo aracnídeo do diretor Marc Webb (500 Dias com Ela), O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro (The Amazing Spider-Man 2, EUA, 2014) foi lançado com o objetivo de mostrar um dos momentos mais marcantes  do super-herói da Marvel. Desta vez, Peter Parker (Andrew Garfield, de Até o Último Homem) enfrenta um perigo triplo, representado por Electro, Duende Verde e Rino, além de idas e vinda no relacionamento com Gwen Stacy (Emma Stone, de La La Land: Cantando Estações).

No roteiro assinado por James Vanderbilt (Independence Day: O Ressurgimento), Alex Kurtzman (Transformers), Roberto Orci (Star Trek) e Jeff Pinkner (Venom), o protagonista tenta seguir em frente depois dos eventos exibidos em O Espetacular Homem-Aranha, deixando sua jornada como vigilante urbano prevalecer sobre sua vida pessoal. Porém, a notícia de que Gwen Stacy pode estudar em outro país e de que seu melhor amigo de infância, Harry Osborn (Dane DeHaan, de Valerian e a Cidade dos Mil Planetas), está de volta, agita o dia a dia de Peter Parker.

Herdeiro das Indústrias Oscorp e de uma “maldição” de família, o jovem Osborn procura usar sua ligação como Parker para chegar até o Homem-Aranha, de quem deseja uma amostra de sangue para desenvolver uma cura para sua doença. Ainda no cenário da Oscorp, o engenheiro elétrico Max Dillon (Jamie Foxx, de Django Livre) – vítima de bullying por que não consegue se encaixar socialmente –, sofre um grave acidente, que o transforma no vilão Electro. Enquanto isso, o gângster Aleksei Sytsevich (Paul Giamatti, de Billions) surge com a armadura de Rino.

Pesado emocionalmente – pois, nosso herói vem de luto e o fim de um relacionamento –, O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro leva Peter Parker ao limite da exaustão física e mental, ao precisar lidar com as situações mais adversas sem sucumbir. Contudo, no filme explica a morte dos pais de Peter e ensaia a formação do Sexteto Sinistro, a impressão que se tem é de que Peter Parker merece algum tipo de final feliz, diferente da adaptação da clássica saga de histórias em quadrinhos A Morte dos Stacys.

Andrew Garfield and Emma Stone star in Columbia Pictures’ “The Amazing Spider-Man.”

Surpreendente de forma sombria, o longa é marcado pelo encerramento brusco da franquia – embora introduza Felicia (Felicity Jones, de Rogue One: Uma História Star Wars), a suposta Gata Negra, e o cientista Alistair Smythe (B.J. Novak, de The Office).

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.