Sessão Retrô: Homem-Aranha 3 (2007)

Reunindo três vilões contra o mais espetacular super-herói da Marvel, Homem-Aranha 3 (Spider-Man 3, EUA, 2007) estreou no final da década passada como a conclusão da icônica trilogia do diretor Sam Raimi (Uma Noite Alucinante: A Morte do Demônio). Com Tobey Maguire (Seabiscuit – Alma de Herói) como Peter Parker/Homem-Aranha, Kirsten Dunst (Melancolia) como Mary Jane Watson e James Franco (127 Horas) como Harry Osborn, o filme da Sony Pictures mostrou leve inspiração nas histórias em quadrinhos O Nascimento de Venom.

Na sequência dos cultuados Homem-Aranha e Homem-Aranha 2, Peter Parker e Mary Jane enfim estão juntos, porém, vivendo momentos diferentes em suas respectivas carreiras. Enquanto, Parker vive o auge de sua vida como Aracnídeo – depois de derrotar Dr. Octopus –, MJ se vê alvo de críticas em sua jornada como atriz na Broadway. Entretanto, o escalador de paredes e seu alter ego precisam lidar com várias mudanças após seu encontro com o chamado simbionte, um parasita alienígena que altera não só o uniforme do Homem-Aranha, como a personalidade de Peter.

Peter Parker precisa encarar seu lado mais sombrio. (Foto: Sony Pictures)

Em sua rotina cada vez mais caótica, Peter Parker sofre com a concorrência desonesta de Eddie Brock (Topher Grace, de Infiltrado na Klan) pelo cargo de fotógrafo contratado pelo Clarim Diário, do editor J. Jonah Jameson (J.K. Simmons, de Whiplash: Em Busca da Perfeição), e os atritos causados pela disputa profissional desencadeiam consequência até para Aranha. Destinado a se tornar Venom, Brock se alia ao criminoso Flint Marko (Thomas Haden Church, de Hellboy), vulgo Homem-Areia, para colocar em prática sua vingança contra o responsável por sua ruína.

Além do fracasso contar as histórias de origem de Venom e Homem-Areia, a terceira aventura solo do Cabeça de Teia tem problemas para avançar no drama entre Peter e Harry, apresentado como novo Duende Verde, mas que logo perde a memória e passa a alternar entre inimigo e aliado de Parker. Outro erro do capítulo final da trilogia é a introdução de Gwen Stacy (Bryce Dallas Howard, de Jurassic World: Reino Ameaçado), que surge para desviar o foco do protagonista, embora a personagem seja de enorme importância nos gibis.

Homem-Aranha 3 registra a primeira aparição de Venom em live-action. (Foto: Sony Pictures)

Título de momentos embaraçosos, Homem-Aranha 3 é um encerramento que não faz justiça para franquia de Sam Raimi e Tobey Maguire.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.