Review – Dragon Ball Z: O Retorno do Guerreiro Lendário (1994)

Lançada em 1994, a produção Dragon Ball Z: O Retorno do Guerreiro Lendário registra a segunda aparição de Broly, vindo na sequência de Dragon Ball Z: O Poder Invencível (confira aqui nossa resenha). Também chamado de “O Retorno do Guerreiro Lendário” e “A Segunda Vinda de Broly”, o filme conta com direção de Shigeyasu Yamauchi (Digimon: O Filme) e roteiro assinado por Takao Koyama (Os Cavaleiros do Zodíaco), com base na obra de Akira Toriyama.

Com duração de 48 minutos, a atração se passa em algum momento da saga de Majin Boo, quando os pequenos Goten e Trunks se juntam a Videl para coletar as Esferas do Dragão. Porém, logo eles descobrem que o último item de poder está em posse do feiticeiro de um vilarejo, que prega o sacrífico de jovens para saciar a sede de sangue do monstro que habita nas montanhas, e para conseguir a esfera do dragão restante, Videl, Trunks e Goten decidem investigar.

Sentiu a nostalgia? É impossível não se arrepiar com essa cena!

O que o trio de protagonistas não imagina é que Broly, o Lendário Super Saiyajin, havia caído nas proximidades depois de seu confronto contra os Guerreiros Z e, ao despertar, direciona toda a sua fúria para Goten – que é idêntico ao seu maior adversário: Kakarotto (vulgo Goku). Em uma batalha árdua, mas de escala menor do que a do longa anterior, os garotos recebem a ajuda de Gohan (já em versão adulta) para encarar o poderosíssimo antagonista.

Embora seja menos eletrizante, a produção agrada ao reeditar uma das cenas mais emocionantes da saga de Cell.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.