Review – Dragon Ball Z: O Poder Invencível (1993)

Também conhecido como “Broly, O Lendário Super Saiyajin”, Dragon Ball Z: O Poder Invencível é o oitavo filme derivado de Dragon Ball Z e o décimo primeiro da franquia, na contagem total. Com direção de Shigeyasu Yamauchi (Digimon: O Filme) e roteiro assinado por Takao Koyama (Os Cavaleiros do Zodíaco), a animação é marcada pela estreia dos saiyajins Broly e seu pai, Paragas, que há décadas planejam vingança contra os últimos sobreviventes da raça guerreira, devido a uma antiga rixa com o Rei Vegeta – antes de seu planeta ser destruído por Freeza.

Situada durante a saga de Cell, a aventura conta com Gohan ainda adolescente e a presença de Trunks do futuro, em uma celebração até a chegada de invasores alienígenas liderados por Paragas, que promete a Vegeta a oportunidade de reinar sobre um novo Planeta Vegeta, caso derrote o terrível Lendário Super Saiyajin. Sem desconfiar que a ameaça da galáxia do sul está mais próxima do que imaginam, Goku, Vegeta, Gohan, Trunks, Kuririn, Mestre Kame e Oolong viajam rumo a um planetoide inóspito, a arena de combate preparada pelos conspiradores.

Broly e Paragus planejam destruir os Guerreiros Z para reinar sobre o planeta Terra.

Quando começam a notar algo de estranho na história conta pelos anfitriões, os Guerreiros Z são surpreendidos pelo poder descontrolado de Broly, o inicialmente pacato filho de Paragus – que nutre ódio por Goku (ou “Kakarotto”) desde que ambos estiveram lado a lado no berçário. Demonstrando níveis absurdos de Ki, o antagonista causa terror com seu instinto sanguinário e obriga os saiyajins vindos da Terra a entrar numa batalha desesperada, de proporções grandiosas – como são os melhores combates da série regular do mangá e anime de Dragon Ball Z.

Estrelado por um vilão extremamente cruel, o filme lançado no ano de 1993 apresenta um confronto eletrizante, mas que carece de um desfecho mais elaborado e que pouco aproveita o potencial de personagens como Vegeta.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.