Projeções levam Esquadrão Suicida a um prédio da Avenida Paulista

Um dia antes da estreia de Esquadrão Suicida (leia a crítica aqui) nos cinemas brasileiros, a Warner Bros. Pictures levou Coringa, Arlequina, Pistoleiro e companhia ao alto de um prédio de São Paulo, através de projeções inspiradas no filme. Na apresentação de vídeo mapping, que aconteceu entre as 19h e 22h, todas as pessoas que passavam pela esquina da Avenida Paulista com a Rua da Consolação puderam ver símbolos e outras referências do universo dos vilões.

Esquadrão-Suicida-Projeções-Intervenção-Urbana-Warner (2)

O Esquadrão Suicida dominou esse prédio na Paulista! (Foto: Warner Bros. Pictures)

Com os maiores malfeitores dos quadrinhos do Batman dominando o edifício, a Warner conclui as ações promocionais de Esquadrão Suicida – lembrando que também aconteceram iniciativas como esta na Tattoo Week, Galeria do Rock (clique para ver as fotos) e na Festa VHS.

Esquadrão-Suicida-Projeções-Intervenção-Urbana-Warner (3)

A Arlequina foi um dos destaques do show de projeções de Esquadrão Suicida. (Foto: Warner Bros. Pictures)

Além dos elementos visuais do novo longa inspirado nas HQs da DC Comics, o show contou com  Bohemian Rhapsody, música do Queen, que também é trilha da produção.

Esquadrão-Suicida-Projeções-Intervenção-Urbana-Warner (1)

Bela imagem do time de vilões em um dos cruzamentos mais famosos de São Paulo. (Foto: Warner Bros. Pictures)

Recriando o clima frenético do filme, a atração mobilizou aqueles que circulavam pela região.

Esquadrão-Suicida-Projeções-Intervenção-Urbana-Warner (4)

Sim, o taco de beisebol da Arlequina “destruiu” a fachada do edifício! (Foto: Warner Bros. Pictures)

Abaixo, veja como foi o show de projeções de Esquadrão Suicida em São Paulo:

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.