Pokémon: Detetive Pikachu surpreende em adaptação de game

Primeira aventura da franquia lançada em live-action, o filme Pokémon: Detetive Pikachu (Pokémon Detective Pikachu, EUA, 2019) estreia nos cinemas brasileiros nesta quinta-feira (09/05), com uma adaptação do game homônimo, lançado para console portátil Nintendo 3DS, em 2016. Na direção de Rob Letterman (O Espanta Tubarões), a produção conta com Ryan Reynolds (Deadpool) dando sua voz para o Pikachu – no Brasil, a criaturinha será dublada por Philippe Maia – e Justice Smith (The Get Down) interpretando o desajeitado protagonista Tim Goodman.

Como no videogame, a versão investigadora de Pikachu e o o jovem analista de seguros, se encontram em Ryme City quando buscam por pistas que revelem o que aconteceu a Harry Goodman – detetive parceiro de Pikachu e pai de Tim. Embora relutante, a dupla decide explorar a cidade onde humanos e Pokémon vivem em conjunto para entender por que alguns dos monstros têm manifestado comportamento agressivo subitamente. Para decifrar tal mistério, os dois se aliam à aspirante a repórter Lucy Stevens (Kathryn Newton, de Supernatural) e seu Psyduck.

Tim Goodman precisam impedir que uma misteriosa droga se espalhe pela cidade. (Foto: Warner)

Divertido e com bons diálogos entre Tim e Pikachu, o longa se esgueira pelo submundo do universo de Pokémon, nos surpreendendo com batalhas travadas por seres de diversas gerações da icônica saga, agora criados por computação gráfica realística. Prato cheio para os fãs de longa data, Pokémon: Detetive Pikachu traz homenagens à série iniciada pela Game Freak no Game Boy, em 1996, demonstrando muita fidelidade ao seu jogo de origem, além de relembrar o tema de abertura do anime estrelado por Ash Ketchum e companhia.

Com a simplicidade de quem sabe o que faz, o roteiro envolve numa atmosfera de suspense, com elementos de filme de detetive, assim como tem seu humor funcionando bem, seja pelas situações embaraçosas de Tim interagindo com Pikachu (pois, apenas o rapaz é capaz de entendê-lo) ou pelas piadas maduras do ratinho elétrico. Para quem é fã de longa data, a obra oferece um mundo fascinante, com destaque para a participação do poderoso Mewtwo na história, que remete diretamente à animação Pokémon: O Filme, Mewtwo Contra-Ataca (1998).

Lucy e Psyduck fazem companhia aos solitários Tim e Pikachu. (Foto: Warner)

É seguro dizer que Pokémon: Detetive Pikachu quebra a “maldição das adaptações de games no cinema”.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.