Os 5 melhores filmes do Anima Mundi 2018

Entre os dias 1 a 5 de agosto, o Anima Mundi 2018 espalhou sessões de cultura, entretenimento e inclusão social pelas salas de exibição do Memorial da América Latina, Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB-SP), Cine Belas Artes e também do Centro Cultural São Paulo (CCSP). Na cobertura do maior evento de animação da América Latina, o Boletim Nerd acompanhou as principais atrações da 26ª edição do Anima Mundi e conta quais foram os destaques.

Abaixo, confira a lista com os 5 melhores filmes do Anima Mundi 2018:

Animal Behavior

Produção canadense, Animal Behavior reúne um grupo de bichos em uma sala de terapia onde compartilham traumas e comportamentos semelhantes aos dos humanos. Irreverente, o curta questiona a solidez da civilização em indivíduos afetados por gatilhos que despertam seus instintos mais primitivos.

Hybrids

A francesa Hybrids imagina a vida marinha adaptada à poluição despejada pelo homem. Mostrando animais construídos a partir de sucata, a obra projeta um cenário chocante.

Guaxuma

Da brasileira Nara Normande, Guaxuma conta a história de uma menina e sua amiga e amor, Tayra. Comovente, o título fala sobre a distância entre relacionamentos e perda.

Weekends

Já imaginou como é viver com a guarda dividida entre seus pais? Situada na Toronto da década de 1980, Weekends relata as experiências de um garotinho que, durante cada final de semana, reveza entre a casa da mãe e do pai – mostrando pela sua perspectiva como isso pode se tornar um pesadelo.

Héroes

Do diretor argentino Juan Pablo Zaramella, Héroes narra a preparação de cinco dedos para um duelo de braço de ferro. Divertida, a produção zomba do discurso genérico adotado por profissionais do meio esportivo.

Héroes mistura animação e live-action.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.