Orgulho e Preconceito e Zumbis

A máxima diz que tudo fica melhor com zumbis, e essa é a aposta da Sony Pictures com Orgulho e Preconceito e Zumbis (Pride and Prejudice and Zombies, EUA/Reino Unido, 2016), que estreia nesta quinta-feira (25/02), no circuito nacional. Mesclando a obra de Jane Austen, clássico de 1813, à reinvenção homônima de Seth Grahame-Smith, lançada em 2009, o filme transita entre ação, romance, terror e até humor, sem desgarrar-se totalmente da história original.

Desta forma, na Inglaterra do século 19, as cinco irmãs da família Bennet, Elizabeth (Lily James, de Cinderela), Jane (Bella Heathcote, de O Preço do Amanhã), Lydia (Ellie Bamber, de The Falling), Mary (Millie Brady, de Lendas do Crime) e Kitty (Suki Waterhouse, de A Série Divergente: Insurgente), enfrentam a pressão da sociedade pelo matrimônio. Enquanto isso, as moças também lidam com os implacáveis mortos-vivos, que travam uma guerra contra a humanidade.

Orgulho e Preconceito e Zumbis 01

Quando o assunto é matar zumbis, alguma dúvida de que as Bennet dão conta do recado? (Foto: Sony Picutres)

Igual ao livro de Austen, Elizabeth é a mais relutante em submeter-se ao casamento, porém, na aventura dirigida por Burr Steers (17 Outra Vez), a protagonista se apresenta como a maior guerreira entre as irmãs, treinada nas artes marciais chinesas. Considerada a mais bela das Bennet, Jane, por sua vez, tem personalidade tímida, mas recebe bem a proposta de compromisso feita pelo recém-chegado Mr. Bingley (Douglas Booth, de O Destino de Júpiter).

Além do amor e da intriga – orquestrada pelo sisudo Mr. Darcy (Sam Riley, de Na Estrada), indivíduo que desperta sentimentos conflitantes em Elizabeth –, Orgulho e Preconceito e Zumbis mostra o Reino Unido próximo de ser dominado por monstros implacáveis, liderados pelos quatro Cavaleiros do Apocalipse e seu misterioso aliado. Com isso, a trama diverte os fãs de zumbis e, ao mesmo tempo, introduz um clássico da literatura aos públicos jovens.

Annabelle (Jess Radomska) chewing her grandfather in Screen Gems' PRIDE AND PREJUDICE AND ZOMBIES.

Orgulho e Preconceito e Zumbis traz boas caracterizações. (Foto: Sony Pictures)

Tão fiel quanto é possível, o longa retrata com precisão os traços dos personagens principais, como acontece com Elizabeth, Darcy, Jane e com o pai das meninas, o Mr. Bennet (Charles Dance, o Tywin Lannister de Game of Thrones). Audaciosa, a produção demonstra atenção aos detalhes, pois, os figurinos e cenários têm características semelhantes às do título vencedor de quatro Oscar em 2006, e as maquiagens em nada devem para as famosas séries de zumbis.

No entanto, as histórias de romance e o apocalipse zumbi funcionam quase de maneira paralela, sem muito diálogo, problema superado pelas atuações competentes de Lily James e Sam Riley, e pela divertida participação de Matt Smith (Doctor Who), na pele do Pastor Collins.

Orgulho e Preconceito e Zumbis 02

O Pastor Collins (Smith) rouba a cena com seu jeito esquisitão. (Foto: Sony Pictures)

Embora não carregue a mesma mensagem que a trama original transmitiu em 1813, Orgulho e Preconceito e Zumbis se faz atual por ter garotas que equilibram delicadeza, força e independência como heroínas.

Orgulho e Preconceito e Zumbis estreia nesta quinta-feira (25/02).

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.