Mônica e a Guarda dos Coelhos resgata o poder do trabalho em equipe

Os personagens mais famosos de Maurício de Sousa retornaram ao mundo dos games neste mês de dezembro, com o lançamento do jogo Mônica e a Guarda dos Coelhos, disponível nas plataformas PS4, Xbox OneNintendo Switch e PC.

Com visual bem simples e nostálgico, o game não tem mecânica complexa, o que não significa que não seja desafiador. Pelo contrário, se o jogador não souber trabalhar em equipe, dificilmente concluirá as primeiras fases da aventura.

Produzido pelos estúdios Mad Mimic, o jogo te desafia a evitar que uma torre seja invadida pelos Monstros da Sujeira. Para isso, você deve usar canhões que atiram três tipos de coelho: Sansão, que elimina os inimigos; Dalila que os deixa mais lentos; e Hércules que os paralisa por alguns instantes.

Multiplataforma, o game leva a Turma da Mônica a uma inédita aventura digital. (Foto: Mad Mimic)

Como a proposta do jogo é valorizar o multiplayer local, existe um processo para preparar os canhões para o disparo e, se você não tiver a ajuda de pelo menos um amigo, provavelmente não terá tempo de preparar tudo antes dos inimigos começarem a invasão.

Além de limpar o canhão e coletar munições, você ainda tem que lidar com os desafios propostos a cada fase. As torres vão aumentando de tamanho e a localização dos objetos não para de mudar. Portais e paredes que precisam ser abertas também começam a aparecer, tudo para te forçar a criar estratégias cada vez mais eficazes.

Apesar da dificuldade, o game é divertidíssimo e te fará lembrar dos títulos clássicos Mônica no Castelo do Dragão e Mônica na Terra dos Monstros, que fizeram sucesso no Master System e Mega Drive.

Mônica e a Guarda dos Coelhos revive a diversão dos jogos cooperativos. (Foto: Mad Mimic)

Outra curiosidade que deixa as coisas mais interessantes é que, como o jogo todo está em inglês, os personagens estão com os nomes adaptados para os nossos amigos gringos, assim: Cebolinha vira Jimmy Five; Cascão é Smudge; Magali se torna Maggy, e o Chico Bento é chamado de Chuck Billy!

Em resumo, Mônica e a Guarda dos Coelhos pode não ter trazido qualquer revolução para o mundo dos games, mas, ressuscitou toda a diversão de reunir os amigos em casa para jogar em conjunto. A estética simples ajuda a deixar o game ainda mais viciante, garantindo umas boas horas de descontração com a sua própria turma!

Comentários

Daniel Generalli

Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo, nerd de nascimento e ganhador do troféu HQMix pelo TCC "Vozes e Traços - O Novo Cenário Brasileiro de HQs".

Comentários estão fechados.