Meu Tio e o Joelho de Porco: Documentário irreverente celebra rock nacional

Parte da inciativa “Projeta às 7”, que pretende dar mais visibilidade aos filmes nacionais, o documentário Meu Tio e o Joelho de Porco teve sua pré-estreia, no dia 28 de agosto, no Cinemark do Shopping Metrô Santa Cruz, em São Paulo. O longa traz o diretor Rafael Terpins (A Guerra dos Gibis) como personagem principal, em uma viagem para a São Paulo da década de 1970 para reviver a história do chamado Joelho de Porco, uma das bandas mais icônicas do rock brasileiro, considerada punk “por que não tinha outro nome para dar pra coisa”.

A ligação de Rafael com a banda acontece por intermédio de seu tio, Tico Terpins, que era baixista e líder do Joelho. Muito presente na vida de Rafael, Tico participa do documentário em forma de um boneco animado em stop-motion, trazendo um pouco mais de irreverência para a tela. Assim como as músicas do Joelho de Porco, o filme foge das artimanhas usuais do “rockumental” e não trabalha aquele velho mito do gênio roqueiro que conhecemos muito bem. Rafael preferiu mostrar o lado humano de Tico: um tio piadista, muito louco e que tinha uma banda.

O diretor Rafael Terpins reconta as histórias de seu tio com documentário irreverente. (Foto: Daniel Generalli)

De maneira alguma isso diminui o talento de Tico ou do resto da galera que participou do Joelho. Na verdade, a estratégia do diretor fez com que as criações da banda (que, convenhamos, podem parecer de outro mundo) se aproximassem mais da nossa realidade. Tentar entender o que se passava na cabeça de Tico Terpins através dos depoimentos de quem convivia com ele é uma experiência fantástica, divertida e emocionante.

Ou, em outras palavras, “Meu Tio e o Joelho de Porco” é um documentário que prende, que mata, que morde e que pica o teu falecido coração.

Comentários

Daniel Generalli

Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo, nerd de nascimento e ganhador do troféu HQMix pelo TCC "Vozes e Traços - O Novo Cenário Brasileiro de HQs".

Comentários estão fechados.