Em passagem pelo Brasil, Kaya Scodelario e Giancarlo Esposito comentam os bastidores de Maze Runner: Prova de Fogo

Depois de uma série de cinco livros e uma adaptação para os cinemas (lançada em 2014), Maze Runner retorna às telonas com Prova de Fogo. Sucesso entre os jovens, a franquia terá seu segundo (e aguardado) capítulo lançado nesta quinta-feira (17/09). Antes disso, Kaya Scodelario (Skins) e Giancarlo Esposito (o Gus, de Breaking Bad) vieram ao Brasil, no intuito de promover o longa-metragem e se aproximar dos fãs.

Após participarem da pré-estreia, os atores concederam entrevista coletiva no dia 02/09, oportunidade na qual eles falaram sobre as novidades de Maze Runner: Prova de Fogo. “É uma jornada interessante”, contou Kaya, que vê Teresa, sua personagem, protagonizar grande reviravolta. Ciente de que os leitores perceberão diferenças entre livro e filme, Giancarlo antecipou: “O casting permitiu isso. Houve química”.

Filha de brasileira, Kaya se emocionou ao voltar ao País.

Filha de brasileira, Kaya Scodelario se emocionou ao voltar ao País.

Com a afirmação, Esposito explica as mudanças na interação entre Jorge (seu papel) e Brenda (Rosa Salazar, de Divergente: Insurgente), que, na obra literária, mantêm relação fraternal e, na produção comandada por Wes Ball (Maze Runner: Correr ou Morrer), apresentam dinâmica parecida a de pai e filha. “O diretor me inspirou a fazer isso”, revela.

Outra alteração está no ritmo de Prova de Fogo, mais agitado do que o primeiro longa e que exigiu preparo físico do elenco. “Tivemos uma semana de treino, mas preferi ficar nos videogames. Me arrependi disso depois”, confessou Kaya, aos risos. Para Giancarlo, a aventura foi menos desgastante, graças ao hábito de se exercitar. “Estou sempre me condicionando. Já estou acima dos quarenta [anos]”, brincou o dinamarquês de 57 anos.

Bem-humorado, Giancarlo Esposito se enturmou rápido com o jovem elenco.

Bem-humorado, Giancarlo Esposito se enturmou rápido com os garotos do elenco.

Sobre os rumos de Scorch Trials, Scodelario se mostra orgulhosa pelas ações de Teresa. “É uma mulher forte, que teve um momento vulnerável”, afirma a moça. Além disso, Kaya avisa o que o público pode esperar do relacionamento dos jovens Teresa e Thomas (Dylan O’Brien, de Teen Wolf). “Não é romance. Eles têm uma ligação. Isso irá evoluir”.

Ainda abordando as surpresas do roteiro (criado pelo escritor de Maze Runner, James Dashner), Giancarlo se manteve atento ao conflito entre fidelidade e originalidade. “Acredito que colocamos [no filme] o melhor do livro”, concluiu.

Leia mais sobre Maze Runner.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.